Tamanho do texto

Empolgado com as atuações do time de Jorge Jesus, o Rubro-Negro garantiu ingressos da partida no Chile para a família toda

Flamenguista empolgado já garantiu ingressos para a final da Libertadores arrow-options
Marcelo Theobald / Agência O Globo
Flamenguista empolgado já garantiu ingressos para a final da Libertadores

Professor de matemática do colégio Pedro II, Diego Viug calculou que a probabilidade de ir à final da Libertadores apenas quando o Flamengo confirmasse presença seria pequena. Apesar de ser sócio-torcedor, o rubro-negro de 33 anos preferiu não arriscar e comprou o ingresso no primeiro minuto de venda aberta pela Conmebol para o público-geral.

Leia também: Grêmio e Flamengo empatam em 1 a 1 no jogo de ida da semi da Libertadores

Os ingressos só estarão disponíveis para os clubes classificados depois de a final da Libertadores ser confirmada, no dia 23 de outubro. Até lá, uma carga inicial foi disponibilizada para os setores centrais do estádio Nacional, em Santiago do Chile, e já está esgotada. A Conmebol não divulgou os números.

"Comprei antes porque estou iludido, nunca vi o time do Flamengo assim. Fiquei com medo de não conseguir comprar mais pra frente", afirma Diego.

Na sala de aula, o professor pediu para que os alunos fizessem cadastro no site indicado pela Conmebol para o envio de um códio para habilitar a compra de ingressos. Diego não sabia se haveria algum tipo de sorteio ou se a venda obedeceria uma fila virtual. Acabou que seu cadastro deu certo e ele não demorou nada para adquirir as entradas para ele, a esposa, o sogro e o cunhado.

Leia também: Gabigol recusa duas ofertas da China, mas futuro no Flamengo ainda é incerto

No total, o torcedor gastou mais de R$ 1700 nos ingressos, cada um cerca de R$ 400. Para a passagem de avião até o Chile, Diego Viug usou 23 mil milhas para ida e volta. Se esperasse a venda para os sócios do Flamengo, o torcedor poderia até economizar, mas correria um risco grande, já que o plano + Amor, do qual faz parte, poderia não ser suficiente na fila de prioridades, como por pouco aconteceu na semifinal com o Grêmio no Maracanã.

"Muitos fizeram upgrade, estava caro, não quis arriscar. Para a final, como é pouco ingresso, parece que 12 mil, tem mais de 12 mil na minha frente no plano", acredita Viug.

De passagem e ingresso comprados, o torcedor exibe com orgulho a confirmação da operação. A retirada do ingresso está prevista para acontecer no Rio, em novembro. Diego Viug é daqueles torcedores presentes em todas as partidas do Flamengo no Maracanã. E espera curar os traumas recentes.

"Tenho ido a todos os jogos fora pela Libertadores, desde a primeira fase. Traumatizado com a eliminação de 2017, estava lá na Argentina contra o San Lorenzo. Sempre acompanhei. Estou muito animado", avisa.

Diego nunca precisou fazer esse tipo de compra virtual de ingresso fora dos parâmetros do programa Nação Rubro-Negra. Ele achou confusa e pouco informativa a venda para a final.

Leia também: Craque Neto detona uso do VAR e sugere: "Dá o título para o Flamengo"

"Tinham poucos ingressos, foi complicado. Amigos só conseguiram comprar um só, dois, e queriam mais. Eu estava paranóico no site e dei sorte. Muita gente desistiu e reclamou achando que tinha acabado por conta da lentidão", disse o flamenguista .