Tamanho do texto

Treinador ficou no comando da Raposa por apenas um mês e meio, conquistando duas vitórias em oito partidas

Rogério Ceni arrow-options
Vinnícius Silva/Cruzeiro
Rogério Ceni se desentendeu com líderes do elenco do Cruzeiro

No desembarque da delegação do Cruzeiro em Belo Horizonte na tarde desta quinta-feira (26), um dia após o empate sem gols contra o Ceará, pelo Brasileirão, o técnico Rogério Ceni foi recebido com muita festa, apoio e teve seu nome gritado pela torcida celeste no aeroporto.

Leia também: Rogério Ceni se desentende com atletas no vestiário e pode até sair do Cruzeiro

Mesmo assim, depois de se reunir com a diretoria na Toca da Raposa II, Rogério Ceni acabou sendo demitido.  A decisão de mandar o técnico embora já havia sido tomada antes mesmo da conversa no CT cruzeirense.

Após a partida em Fortaleza,  o treinador teria se desentendido com os jogadores do clube, aumentando ainda mais a crise, instaurada pela falta de resultados dentro de campo.

Anunciado pelo Cruzeiro no dia 11 de agosto, Rogério Ceni ficou no cargo por apenas um mês e meio, comandando a equipe em apenas oito partidas, com quatro derrotas, duas vitórias e dois empates, equivalente a um aproveitamento de 33,3%.

Leia também: Torcida do Cruzeiro protesta e "presenteia" jogadores com garrafas de cachaça

A crise com o elenco começou após a eliminação para o Internacional na Copa do Brasil. Em entrevista após a partida, o meia Thiago Neves fez críticas públicas ao treinador, que teria feito mudanças na escalação pouco antes da bola rolar.

"Foi na preleção (que ficamos sabendo). Na nossa reunião, sei lá, duas, três horas antes do jogo e, na minha opinião, achei muito em cima da hora. Você mudar três, quatro jogadores numa linha que já vinha formada há dois anos... Nada contra".  

Leia também: Organizada do Cruzeiro tenta invadir Centro de Treinamento do clube

"Hoje era um jogo diferente, e nós tivemos que adaptar a um novo esquema. Na minha opinião, você querer mudar dois, três jogadores fora de casa é muita coisa, ainda mais de um time que vem formado", disse o jogador.

A crise com o elenco se tornou insustentável após o empate em 0 a 0 contra o Ceará pelo Campeonato Brasileiro. Após a partida, a quinta seguida sem vitórias do clube mineiro, Rogério voltou a se desentender com líderes do grupo.

Em reunião no vestiário, o zagueiro Dedé teria pedido a palavra e contestado a ausência de Thiago Neves na partida. Após ouvir o jogador, o técnico teria abandonado o local, deixando apenas os jogadores.

Leia também: Morre Fernanda Fé, esposa de Ceará, ex-lateral de Cruzeiro e Internacional

A diretoria do Cruzeiro já discute nomes para substituir Rogério Ceni , e o favorito é Dorival Junior. A Raposa volta a entrar em campo apenas na próxima segunda-feira (30), contra o Goiás, no Serra Dourada.