Tamanho do texto

Com um gol pra cada lado, dérbi terminou igual na Arena. Resultado faz Santos abrir vantagem na ponta e Corinthians ficar mais distante do G4

Lance


Corinthians e Palmeiras empataram o dérbi em 1 a 1%2C em Itaquera arrow-options
Gil Guzzo/Ofotográfico/Agência O Glob - 4.8.19
Corinthians e Palmeiras empataram o dérbi em 1 a 1, em Itaquera

O equilíbrio prevaleceu em um dos clássicos mais tradicionais do futebol brasileiro. Os rivais Corinthians e Palmeiras empataram em 1 a 1, neste domingo, em Itaquera, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Manoel abriu o placar para os donos da casa, no primeiro tempo, e Felipe Melo igualou, na segunda etapa.

Com o resultado, o Verdão permanece na segunda colocação com 28 pontos, quatro a menos que o líder Santos . O  Corinthians de Fábio Carille segue sem ser derrotado após a pausa para a Copa América e assume a sétima colocação com 20 pontos. O Timão volta a campo na quarta-feira, quando recebe o Goiás, às 19h15, para realizar o jogo adiado da 7ª rodada do Brasileirão. O Alviverde enfrenta o Bahia, no Allianz Parque, no domingo, às 16h, pela 14ª rodada.

Verdão assusta

Em busca da liderança perdida no Brasileirão , o Palmeiras não se intimidou com os mais de 40 mil corintianos na Arena e foi para cima do rival. O time de Felipão tinha a iniciativa do jogo. Deyverson e Willian obrigaram Cássio a fazer milagres nos primeiros minutos de bola rolando. Do outro lado, o Timão muito fechado apenas se defendia, esperando uma chance de contragolpe.

Leia também: Com três de Gilberto, Bahia domina Flamengo e afasta cariocas da ponta

Pelo alto

O cenário começou a mudar quando o Corinthians foi à frente pela lateral-direita e teve uma falta marcada a favor. Sornoza cruzou na medida, Manoel subiu mais que a toda a zaga e abriu o placar, para o delírio da Fiel. Em desvantagem, o Verdão deixou transparecer a tensão e passou a errar passes e a ter dificuldades de criar. Os donos da casa ainda tiveram chances de ampliar com Clayson, Junior Urso e em um erro de Felipe Melo , que quase marca contra.

Na mesma moeda

Na volta do intervalo, o Palmeiras conseguiu o empate também em lance de bola parada. Após cruzamento na área corintiana, Love afastou mal e Deyverson acertou belo cruzamento para Felipe Melo, de cabeça, chegar de trás e mandar para o fundo das redes, com direito a imitação de Pitbull nas comemorações.

Equilíbrio no fim

Depois do empate, o Palmeiras passou a gostar mais do jogo, mas o Timão mantinha a já conhecida consistência defensiva. As duas equipes tiveram chances de marcar o segundo, mas Cássio e Weverton entraram em ação. Pelo Timão, Gil, de cabeça, e Avelar, em chute de fora da área assustaram. A equipe alviverde foi bem nos contra-ataques e Zé Rafael chegou a mandar uma bola na trave, em lance em que o impedimento já havia sido apontado. Os dois times passaram a arriscar nos cruzamentos e Cássio fez um milagre nos acréscimos em cabeçada de Deyverson no ângulo, mantendo o placar inalterado.

Leia também: Brasileiro Malcom é alvo de racismo em sua estreia pelo Zenit, da Rússia

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 1 PALMEIRAS


Data/Hora: 04/08/2019, às 19h (de Brasília)
Local: Arena Corinthians, São Paulo (SP)
Gramado: Bom
Público/ Renda: Pagantes: 42.675, presentes: 43.045/ R$ 2.998.991,00
Árbitro : Anderson Daronco (Fifa-RS) Nota L!: 6,5 - Conduziu bem a partida, sem polêmicas
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade (RS)
Árbitro de vídeo: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes de VAR: Vinícius Gomes do Amaral (RS) e José Eduardo Calza (RS)
Cartões amarelos: Gil (COR); Gustavo Gómez, Diogo Barbosa, Felipe Melo (PAL)
Cartão Vermelho: Não houve.

Gols: Manoel (12’/1ºT, 1-0), Felipe Melo (2’/2ºT, 1-1)

Corinthians: Cássio; Fagner, Gil, Manoel e Danilo Avelar; Gabriel (Matheus Jesus, 27’/2ºT), Júnior Urso e Sornoza (Mateus Vital, 15’/2ºT); Pedrinho, Clayson (Everaldo, 35’/2ºT) e Vagner Love. Técnico: Fábio Carille

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Thiago Santos, 40’/2ºT), Bruno Henrique, Raphael Veiga (Gustavo Scarpa, intervalo), Willian (Zé Rafael, 16’/2ºT) e Dudu; Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari

    Leia tudo sobre: futebol