Tamanho do texto

Guilherme Bellintani questionou o gol de Rodrigo Lindoso e pediu para que a CBF puna os responsáveis pelo erro do VAR; leia mais

impedimento bahia e internacional
Reprodução
Primeiro gol do Internacional contra o Bahia, marcado por Rodrigo Lindoso, deu muita discussão

Lance


No último jogo antes da parada da Copa América, o Bahia acabou superado pelo Internacional em jogo marcado por uma polêmica de arbitragem.

Leia também: CSA vai pedir a impugnação do jogo contra o Flamengo por pênalti não marcado

Aos 18 minutos do primeiro tempo, Rodrigo Lindoso abriu o placar a favor do Colorado. O juíz da partida requisitou o uso do VAR e validou o tento, o que gerou muita discussão. Nos vestiários, o presidente do Bahia , Guilherme Bellintani, deixou claro que apoia o uso do árbitro de vídeo, mas criticou o jeito que a ferramenta é usada dentro de campo.

"A gente defenderá sempre o uso da tecnologia. Dizem que há uma imagem 3D que foi usada para confirmar o primeiro gol. A gente clama que a CBF entenda que não é a tecnologia que irá resolver se as pessoas não estiverem preparadas", declarou.

"Acho que há coisas que vão além de uma atitude proposital e prejudicam, que é incompetência e inabilidade para usar a tecnologia. Hoje foi mais um erro do VAR, o que vai manchando um instrumento importante para o futebol brasileiro" completou Bellintani.

O dirigente ainda comentou sobre a possibilidade de uma impugnação da partida. "O Bahia não pensa em pedir anulação da partida [contra o Internacional] , mas pede que os responsáveis sejam punidos. O Bahia entende que, enquanto acreditar no VAR, vai trabalhar para melhorar o sistema", indicou.

Leia também:  Confira o cronograma de todos os times da Série A durante a Copa América

O jogo terminou 3 a 1 para o Internacional. Agora, com a pausa para a Copa América, o Bahia terá algumas semanas de descanso e na volta do Campeonato Brasileiro encara o Santos, na Arena Fonte Nova, no dia 14 de julho, sem horário definido.