Tamanho do texto

Modelo conta que não atuou em suposta extorsão no Caso Neymar, mas que desconfiou de defensor: "ele não deixava dar queixa"

najila mendes
Reprodução
Najila Mendes em entrevista ao SBT

Durante a entrevista que concedeu ao jornalista Rodrigo Cabrini, do SBT, Najila Mendes de Souza começou explicando sobre a conversa que teve com seu antigo advogado José Edgard.

Leia mais do Caso Neymar

“Ele não estava acreditando totalmente em mim. Eu senti preconceito da parte dele [advogado]. Ele me disse ‘Você vai ter que cortar a unha, a gente vai ter que levar isso pra frente’ e outras coisas. Deu a entender ‘você não foi estuprada, você deu porque quis, então eu vou isentar essa parte’. Ele disse que ia colocar como agressão porque foram as provas que eu tinha mostrado”, contou Najila Mendes .

Najila também relatou que José Edgard só acreditou nela depois que viu imagens dos machucados enviadas pelo próprio Neymar.

Momentos depois, a modelo foi questionada pelo repórter sobre uma suposta extorsão sofrida por pai de Neymar. “Da minha parte não", diz ela. Mas Cabrini cita que os ex-advogados de acusação que estariam envolvidos.

"Eu comecei a desconfiar disso a partir do momento que ele não deixava dar queixa". Cabrini perguntou se ela foi à polícia contra a vontade dos advogados e Najila confirmou. "Eu decidi fazer o B.O. e ele abandonou o caso".

Sobre a indenização pedida aos advogados de Neymar ela alega não saber. "Ele (advogado) disse que iria fazer uma reunião com os advogados dele que era pra levar até eles o que estava acontecendo”, finalizou Najila Mendes .

    Leia tudo sobre: