Lance

Ricardo Goulart deixou o Palmeiras após poucos meses de clube
Twitter/Reprodução
Ricardo Goulart deixou o Palmeiras após poucos meses de clube

Principal reforço do Palmeiras para 2019 e um sonho antigo da diretoria, Ricardo Goulart acabou tendo passagem bem curta. De volta à China para assinar contrato de cinco anos com o Guangzhou Evergrande , o meia-atacante despediu-se do clube de infância com apenas 12 jogos, quatro gols e em tratamento de um novo problema no joelho.

LEIA TAMBÉM:

Confira abaixo os principais acontecimentos dos pouco mais de quatro meses do camisa 11 Ricardo Goulart na Academia de Futebol.

Sonho realizado

Foram três anos de sondagens e conversas até que Goulart, enfim, tivesse sua chegada oficializada. O clube anunciou o reforço por empréstimo no dia 15 de janeiro, mas já o "namorava" desde 2017 - o meia-atacante é amigo do diretor de futebol Alexandre Mattos. Na China, empilhou títulos sob o comando de Luiz Felipe Scolari. Sua chegada, inclusive, contou com a chancela do técnico.

Recuperação no Palmeiras

A relação entre Ricardo Goulart e o Palmeiras ficou mais próxima quando ele se tratou na Academia de Futebol após uma cirurgia no joelho direito, em 2018. Todo o processo foi acompanhado pelo Núcleo de Saúde e Performance, e o jogador conseguiu voltar a atuar até algumas semanas antes do prazo mínimo.

Empolgou?

Você viu?

Depois de dois jogos saindo do banco de reservas, o camisa 11 brilhou em sua terceira partida, a primeira como titular. Fez dois gols e deu uma assistência na vitória sobre o Ituano por 3 a 2, no Campeonato Paulista . Em março, chegou a ser ao mesmo tempo o artilheiro e garçom da equipe.

Ricardo Goulart no Palmeiras
Twitter/Reprodução
Ricardo Goulart no Palmeiras

Queda de rendimento e nova lesão

Depois do início fulminante, Ricardo Goulart já não teve o mesmo desempenho na metade final de sua passagem. Ele errou um pênalti na semifinal do Paulista e se machucou no início da estreia do Brasileiro, contra o Fortaleza. O problema foi no menisco do joelho direito, que já havia sido operado. Uma lesão não teve relação com a outra, contudo. A expectativa era de que ele ficasse dois meses fora e voltasse depois da Copa América.

700 minutos em campo

Ao todo, Goulart disputou 12 partidas com a camisa alviverde, marcou quatro gols e deu três assistências nos 697 minutos - fora acréscimos - em que ficou em campo. Uma média de uma participação em gol a cada 100 minutos, aproximadamente.

Confira os números completos segundo dados do Footstats :

  • 12 jogos
  • 697 minutos em campo
  • 4 gols
  • 3 passes para gol
  • 12 assistências para finalização
  • 7 finalizações certas
  • 9 finalizações erradas
  • 163 passes certos
  • 40 passes errados
  • 8 desarmes

'Reviravolta maluca'

Nesta semana, a rádio Bandeirantes divulgou que Goulart teve no último procedimento 80% do menisco retirado, e isso poderia influenciar na sequência de sua carreira. O clube e o jogador foram enfáticos para dizer que a cirurgia não irá atrapalhar seu futuro.

Dois dias depois, veio a confirmação de que o Guangzhou iria receber seu ídolo de volta. A argumentação é de que a proposta financeira era ainda melhor do que os atuais vencimentos do meia-atacante na equipe chinesa.

Como o clube já não tinha mais uma data exata para o retorno de Ricardo Goulart e sabia que não conseguiria desembolsar o valor para comprá-lo ao fim do ano, topou liberá-lo agora, mediante o ressarcimento do que já foi investido. Assim acabou uma história que todos imaginavam ser longa depois de tanta expectativa, mas na realidade durou pouquíssimo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários