Lance

Didier Drogba agora é dono de um clube de futebol
Divulgação
Didier Drogba agora é dono de um clube de futebol

O agora ex-jogador marfinense Didier Drogba segue envolvido com o mundo do futebol tendo a responsabilidade de gerenciar o Phoenix Rising , equipe que disputa a United Soccer League, nos Estados Unidos.

Leia também: Presidente do Corinthians admite erro com Arena, fala de Drogba e cita Crefisa

E foi justamente essa questão de planejamento a longo prazo que atraiu Drogba mais do que a possibilidade de aceitar a proposta em 2017 do Corinthians, por exemplo.

Quem fez a afirmação de maneira bastante objetiva foi o próprio marfinense durante evento realizado no último domingo, na cidade de Paris - o  "Troféus do futebol" é organizado pela União Nacional dos Futebolistas Profissionais em parceria com a Liga de Futebol Profissional francesa.

Você viu?

"O que aconteceu foi que eles fizeram uma oferta, não foi a única oferta que eu tive. Claro que é um clube grande e eu tenho muito respeito pelo Corinthians e pelos meus irmãos brasileiros, mas eu decidi ir por outro caminho ser co-proprietário de um clube, agora sou dono de um clube", comentou.

Leia também: Reforço de luxo? Corinthians envia proposta oficial para contratar Drogba

"Minha visão foi a longo prazo, não apenas uma visão de um ou dois anos, Foi por isso que eu decidi ir para os Estados Unidos e abraçar esse desafio”, detalhou Didier Drogba.

Drogba brilhou no Chelsea e quase veio jogar no Corinthians
Divulgação
Drogba brilhou no Chelsea e quase veio jogar no Corinthians

O ex-atleta com sucesso principalmente pelo Chelsea dentro das quatro linhas ainda fez uma análise do momento vivido pelo atacante Neymar, do PSG, algo que ele classificou como "uma temporada difícil".

"Eu acho que o Neymar é um grande jogador, alguém que eu respeito muito. Algumas vezes nos falamos. Foi uma temporada difícil pra ele, acho que ele foi bravo o bastante para jogar, porque ele já teve uma Copa do Mundo difícil, voltando muito cedo para jogar, tentando ser competitivo para a seleção nacional", disse.

"Depois, com o Paris Saint-Germain, tentou competir e teve essas lesões, que o impediram de ter a menor performance dele. Mas ele continua sendo um dos melhores do mundo e quando ele está jogando você pode ver a diferença que ele faz para o time em campo", finalizou Drogba .

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários