Tamanho do texto

Time segue tendência social que começou com as homenagens do "Novembro Negro". Ações acontecerão nas próximas partidas

Rogério, do Bahia, posa para campanha do clube sobre o povo indígena
Reprodução/Facebook
O Bahia realizará ações em homenagens ao povo indígena no "Abril Indígena". Rogério, descendente de índios, posou para foto do clube.

Atualmente, o Bahia é um dos clubes de futebol mais ativos em prol de causas sociais no Brasil . Após realizar série de ações em homenagem ao "Novembro Negro", o time seguirá com a pegada social. Neste mês, a equipe baiana fará série de homenagens ao povo indígina, como parte do projeto "Abril Indígena". 

Leia também: Cidade italiana organizará exposição em homenagem a Ayrton Senna

Na manhã desta terça (16), no site oficial do Bahia , o Esquadrão de Aço publicou o vídeo  "Não tem Jogo sem Demarcação" que faz parte das ações. Na peça, que pode ser conferida abaixo, 12 pataxós reinvidicam a demarcação das terras indígenas. Além disso, o narrador e as imagens utilizadas no vídeo fazem diversas analogias e referências ao futebol.

Além disso, o clube anunciou que irá utilizar os próximos jogos da equipe pela Copa do Brasil e pelo Campeonato Baiano, para homenagear o povo indígena. Os uniformes que serão utilizados pelos jogadores contra o Londrina trarão nomes de guerreiros e guerreiras indígenas do passado. Já no jogo de domingo, contra o Bahia de Feira, os uniformes terão nomes de guerreiros do cenário atual.

Leia também: Maxi López completa 450 jogos como profissional e recebe homenagem do Vasco

Em novembro, o Bahia fez uma ação parecida em celebração ao "Novembro Negro". Na partida contra a Chapecoense, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, a equipe entrou em campo com nomes especiais nas costas. Os uniformes traziam os nomes de personagens importantes da cultura negra no Brasil. 


    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.