Tamanho do texto

Laura Gross, jornalista da rádio Guaíba, sofreu assédio de torcedor que tentou beijá-la a força duas vezes; clube abriu processo disciplinar

undefined
Reprodução
Laura Gross fugiu de duas tentativas de beijo à força de um torcedor do Internacional. Clube irá punir autor de assédio

Depois do relato de assédio feito pela jornalista Laura Gross, da rádio Guaíba, o presidente do Internacional informou por meio de sua conta oficial do Twitter que a agremiação encontrou o torcedor envolvido no episódio e o mesmo será excluído do quadro de sócios.

Leia também:  Leila Pereira diz que Palmeiras será top 10 do futebol mundial em 10 anos

Na noite desta quarta-feira (03), antes de entrar no estádio Beira-Rio para cobrir a partida entre Internacional e River Plate, pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores, a jornalista foi vítima de assédio por um torcedor colorado.

Em suas redes sociais, Laura comentou que um torcedor tentou beijá-la a força duas vezes enquanto ela tentava entrar no  Beira-Rio . Siga todo o depoimento abaixo.

Marcelo Medeiros, atual presidente do Internacional , publicou que o clube “repudia qualquer atitude agressiva” e que tomaria as medidas legais cabíveis assim que encontrasse o torcedor. O mesmo foi encontrado, porém sua identidade não foi revelada.

O presidente garante que o caso será “encaminhado à ouvidoria para abertura de processo disciplinar, podendo resultar na exclusão do quadro social”.

Leia também:  Sterling levará 550 crianças para assistirem semifinal da FA Cup, em Wembley

De acordo com relatos da jornalista, o torcedor autor do assédio também atacou outras três mulheres nos arredores do Beira-Rio e foi flagrado pelas câmeras de segurança.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.