Tamanho do texto

Coutinho fez sucesso nos anos 60 quando atuava ao lado de Pelé no Santos. O atacante é até hoje o terceiro maior goleador da equipe da baixada

Coutinho, ex-atacante do Santos, fez sucesso nas décadas de 60 e 70
Reprodução
Coutinho, ex-atacante do Santos, fez sucesso nas décadas de 60 e 70

Na noite desta segunda-feira (11) o ex-atacante do Santos, Antônio Wilson Vieira Honório, mais conhecido como Coutinho, faleceu no litoral de São Paulo aos 75 anos.

Leia também:  Por confusão, Moisés e G. Henrique pegam um jogo de suspensão no Paulista

A informação foi repassada pelo assessor de imprensa da equipe alvinegra, Luiz Lombardi, e posteriormente confirmada pelo clube que publicou em seu Twitter oficial uma despedida a Coutinho, ‘um dos seus professores’.


Juntamente com Pelé, Coutinho marcou uma era no Santos e atuou com a camisa da equipe de 1958 a 1970. Conquistou 19 títulos e marcou 370 gols em 457 partidas. Até hoje é o terceiro maior artilheiro do clube, quinto maior artilheiro da história do Torneio Rio-São Paulo com 34 gols e quinto maior artilheiro dos clubes brasileiros.

Além da equipe do litoral, o atacante também jogou pelo Vitória, Portuguesa, Club Atlas, Bangu e Saad, de São Caetano do Sul.

Leia também:  Convocado para a seleção, David Neres diz que não atendeu ligação de Tite

Coutinho defende a seleção brasileira de futebol entre 1960 e 1965. Na véspera da Copa do Mundo de 1962, em que o Brasil foi campeão, o atacante se lesionou e perdeu a vaga para Vavá, ficando no banco durante toda a competição.

    Leia tudo sobre: Futebol