Tamanho do texto

Francisco e Jhonata permanecem internados desde que foram resgatados do incêndio; Cauan Emanuel, de 14 anos, teve alta na última segunda-feira

Francisco Dyogo, um dos sobreviventes do incêndio no Ninho do Urubu, saiu do CTI e foi encaminhado para um quarto
reprodução/ flamengo
Francisco Dyogo, um dos sobreviventes do incêndio no Ninho do Urubu, saiu do CTI e foi encaminhado para um quarto

Na manhã desta quarta-feira (13) boas notícias vieram dos hospitais em que estão os jogadores da base do Flamengo que sobreviveram ao incêndio no Ninho do Urubu, na sexta-feira passada.

Leia também:  Diego chora ao falar de tragédia e lembra que também usou containers no Fla

A irmã de Francisco Dyogo, sobrevivente do incêndio , comunicou por meio de seu Instagram que o atleta saiu do CTI e foi encaminhado para o quarto. No boletim de ontem divulgado pelo Flamengo, o clube informava que Francisco estava lúcido, se alimentava bem e não precisava mais de ajuda para respirar.

É provável que até o fim de semana o jogador tenha alta do Hospital Vitória, na Barra da Tijuca. Na segunda-feira,  Cauan Emanuel, de 14 anos, também foi liberado pelo corpo médico e já está em casa com os familiares. O garoto teve ferimentos nas mãos e no braço.

Já o atleta Jhonata Ventura está evoluindo bem nos últimos dois anos. O caso mais grave dos três atletas resgatados durante o incêndio, o garoto de 15 anos teve 30% do corpo queimado e está no Hospital Pedro II, referência no tratamento de queimados no Rio de Janeiro.

Jhonata Ventura é o caso mais grave entre os sobreviventes do incêndio, mas já apresenta evolução no quadro clínico
Reprodução
Jhonata Ventura é o caso mais grave entre os sobreviventes do incêndio, mas já apresenta evolução no quadro clínico

De acordo com o boletim médico da Secretaria Municipal de Saúde, Jhonata está sem sedação, acordado e responde aos comandos simples nos exames clínicos. O respirador deve ser retirado do jogador, que permanece estável.

“Na manhã de hoje foi submetido a nova broncoscopia, constatando-se melhora importante das lesões em vias áreas, e fez curativos específicos para auxiliar na cicatrização das lesões cutâneas", diz o boletim.

Durante todo o dia de ontem, o CT do Flamengo foi vistoriado por membros do Ministério Público Estadual, do Ministério Público do Trabalho, da Defensoria Pública, do Ministério do Trabalho, das Secretarias Municipais de Urbanismo e da Fazenda, do Corpo de Bombeiros, do Gabinete do governador do Estado, da Polícia Civil e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

Após a visita, o clube emitiu nota em que se compromete a tomar as ‘providências necessárias em relação aos pontos observados pelos órgãos públicos’.

Leia também:  PSG mira contratação de Kylian Mbappé, xará do craque francês da equipe

O incêndio no Ninho do Urubu resultou na vistoria de diversos centros de treinamento no Rio de Janeiro e em São Paulo. A prefeitura da capital paulista anunciou nesta quarta-feira um prazo de 90 dias para que todas as equipes profissionais do Estado regularizem seus alojamentos.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.