Tamanho do texto

Arthur Vinícius da Silva era zagueiro, sonhava em ser um craque da bola e completaria 15 anos neste sábado; ele iria deixar o alojamento na quinta (7)

Arthur morreu no incêndio no CT do Flamengo e foi enterrado hoje, no seu aniversário, ao som de 'Parabéns a você'
Reprodução/Facebook
Arthur morreu no incêndio no CT do Flamengo e foi enterrado hoje, no seu aniversário, ao som de 'Parabéns a você'

A primeira vítima da tragédia que matou dez jovens jogadores das categorias de base do Flamengo na manhã desta sexta-feira (8), no Ninho do Urubu, Centro de Treinamento do clube carioca, foi enterrada na tarde deste sábado (9), ao som do hino rubro-negro e da canção "Parabéns a você". Isso porque Arthur Vinícius da Silva completaria 15 anos de idade hoje.

Leia também: Flamengo pagou apenas 10 das 31 multas cobradas pela prefeitura do Rio

Repleto de familiares, amigos e colegas do zagueiro, o enterro de Arthur ocorreu no cemitério Portal da Saudade, em Volta Redonda, a cerca de 120 km do Rio de Janeiro. A cerimônia atraiu mais de 500 pessoas e contou com a presença do governador do Rio, Wilson Witzel e do prefeito da cidade, Samuca Silva. O " Parabéns a você " foi cantado em pleno sepultamento. 

O zagueiro da base do Flamengo tinha uma forte relação com o volante Felipe Melo, do Palmeiras, que também é de Volta Redonda. Em suas redes sociais, Felipe chegou a escrever, ainda ontem, uma mensagem em homenagem ao garoto. 

Leia também: Alojamento do Flamengo que pegou fogo não tinha licença da prefeitura

"Não acredito, que triste tudo isso. E pensar que amanhã [sábado] comemoraríamos seu aniversário. Nos ajude, Senhor, que Jesus conforte nossos corações. Que tragédia. Descanse em paz, Arthur!", postou Felipe. 

Por conta do seu aniversário, Arthur planejava deixar o alojamento do Flamengo na última quinta-feira (7), mas decidiu ficar mais um dia para participar de um jogo no Maracanã. 

“Nós, da família, estávamos preparando uma festa de aniversário para ele. O Arthur vivia um sonho e tinha muito futuro pela frente”, disse o tio do garoto, Anderson Pereira, o Andinho, ex-jogador do Volta Redonda.

Leia também: Incêndio atinge CT do Flamengo no Rio de Janeiro e mata 10 jogadores da base

A mãe do atleta da base, Marília Silva, ficou o tempo todo ao lado do caixão do filho, puxou o hino do Flamengo no momento da despedida e se emocionou quando os presentes começaram a cantar " Parabéns a você " para o seu filho.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas