Tamanho do texto

Prefeitura do Rio divulgou nota que afirma que a área do alojamento da base estava descrita como estacionamento no projeto de licenciamento de 2018

Espaço que estava alojamento seria revertido em estacionamento
Divulgação/ Flamengo
Espaço que estava alojamento seria revertido em estacionamento

A área do alojamento do Centro de Treinamento do Flamengo, o "Ninho do Urubu", a qual foi atingida pelo incêndio, está descrita como estacionamento no último projeto de licenciamento aprovado pela prefeitura do Rio de Janeiro, em abril de 2018.

Leia também:  Incêndio no CT do Flamengo vitimou dez atletas da base; veja quem são

De acordo com a prefeitura, o alojamento que foi atingido pelo incêndio e deixou pelo menos 10 pessoas mortas, não tinha licença municipal.

"A área atingida pelo incêndio não consta no último projeto aprovado pela área de licenciamento, no dia 5 de abril de 2018, como edificada. No projeto protocolado, a área está descrita como um estacionamento", explicou em nota.

Além disso, a prefeitura informou que "não há registros de novo pedido de licenciamento da área para uso como dormitórios". A licença concedida ao clube no ano passado tinha validade até março.

De acordo com algumas informações, o alojamento seria desativado nos próximos dias e viraria realmente um estacionamento para a equipe principal. O projeto que visava essa mudança está em andamento desde 2010.

Leia também:  Clubes rivais se solidarizam e enviam mensagem de apoio ao Flamengo; veja

Por meio de nota, a Polícia Civil explicou que a perícia foi finalizada e que um inquérito policial foi aberto na 42ª DP, no Recreio dos Bandeirantes.

Incêndio no Ninho do Urubu, CT do Flamengo, matou jogadores das categorias de base
TV Globo/Reprodução
Incêndio no Ninho do Urubu, CT do Flamengo, matou jogadores das categorias de base

O Corpo de Bombeiros foi acionado às 5h17 e controlou as chamas em cerca de uma hora. Recentemente reformado, o CT do Flamengo é usado tanto pelo elenco profissional quanto pelas categorias de base, mas o fogo atingiu um alojamento de atletas juvenis.

O dormitório abrigava jovens de 14 e 15 anos, e um tenente dos bombeiros disse que "todos provavelmente estavam dormindo" no momento do incêndio.

As autoridades ainda investigam a causa do incêndio, mas há relatos de que o fogo teria começado no aparelho de ar condicionado de um dos quartos. Todas as vítimas morreram carbonizadas.

Leia também: Presidente do Flamengo lamenta mortes: "maior tragédia em 123 anos"

Os trabalhos no alojamento estão encerradas e todas as vítimas já foram encaminhadas para o Instituto Médico Legal.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas