Tamanho do texto

Joana D'Arc, de 21 anos, publicou post no Facebook dizendo que levou soco de Everton e foi agredida também pelo irmão do atleta. Assessoria nega

Everton, do São Paulo, está sendo acusado de agressão
Reprodução
Everton, do São Paulo, está sendo acusado de agressão

Uma jovem de 21 anos chamada Joana D’Arc publicou em seu Facebook uma foto em que aparece com os lábios machucados e acusa o jogador do São Paulo, Everton Cardoso, de agressão.

Leia também:  UEFA planeja jogos da Champions nos fins de semana para atrair chineses

A agressão teria acontecido na festa de aniversário do jogador, na madrugada de terça-feira (11), no bairro de Nortelândia, em Mato Grosso. De acordo com a publicação da jovem, ela e alguns amigos foram até a festa com o intuito de tirar foto com o atleta.

No relato de Joana D’Arc, ela e os amigos foram expulsos da festa. No meio da confusão, ainda na casa em que Éverton estava hospedado teriam a acusado de xingar a mãe do jogador, algo que ela nega ter feito.

Ao voltar para casa, o jogador do São Paulo , acompanhado de seu irmão, cunhada, mulher e um homem de 1.90m, que ela não soube identificar por nome, foram até a casa de Joana e a agrediram.

“O Everton acertou minha cabeça com um murro, fazendo com que eu caísse e desmaiasse por uns instantes. O Ebert (irmão do jogador) também me acertou. As suas mulheres me machucavam com tapas e murros”, dizia a publicação no Facebook, que foi apagada logo em seguida.

O texto ainda dizia que Joana D’Arc tentou revidar as agressões, mas levou outro soco do ‘cara de 1.90m’ e caiu no chão. “A confusão só terminou porque minha vizinha entrou no meio e eu entrei para casa chorando com dores de cabeça, que estou sentindo até agora”, disse.

Jovem de 21 anos acusa Everton, do São Paulo, de agressão em festa
Reprodução
Jovem de 21 anos acusa Everton, do São Paulo, de agressão em festa

Segundo o site RD News, de Mato Grosso, a garota registrou um boletim de ocorrência na tarde de terça-feira. No documento obtido pela publicação é narrada a agressão do jogador, seu irmão e as esposas.

Leia também:  Lucas Moura comemora classificação do Tottenham: "gol de maior peso"

Em sua defesa, a assessoria do jogador enviou uma nota oficial ao Globoesporte.com negando a agressão.

“O jogador Everton Cardoso, do São Paulo, nega qualquer incidente envolvendo o seu nome. O que houve foi uma invasão da casa onde ele estava com a família na cidade de Nortelândia, no Mato Grosso, e os invasores foram convidados a se retirar pelo segurança do jogador. O pai do atleta, Evandro Campos, registrou essa invasão na polícia local. O caso está na justiça e o jogador e sua família esperam que os invasores sejam punidos”,  diz o texto.

Como dito na nota, o pai do jogador, Evandro Campos, compareceu à delegacia do bairro para registrar o boletim de ocorrências. No documento divulgado pelo Globoesporte.com , Evandro diz que um grupo de três pessoas invadiu a festa por volta das 02 da madrugada e começou a ‘tumultuar o ambiente’.

O documento ainda diz que o segurança da festa pediu para que o trio se retirasse da casa, mas eles se recusaram e discutiram a mãe a esposa de Everton. No discurso de Evandro, o trio voltou mais tarde para brigar com o segurança, mas sem sucesso.

Leia também:  Ceni, Gabigol, Dedé ... Veja esportistas que deram a volta por cima em 2018

A Polícia Civil de Nortelândia irá investigar o caso de agressão .

    Leia tudo sobre: Futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.