Tamanho do texto

Média é de 18,3 mil pessoas por jogo e se aproxima da registrada em 1983 de 22,9 mil torcedores. Flamengo e São Paulo são os que mais atraem público

Maracanã e Morumbi são os estádios dos clubes do Brasileirão Série A com maior capacidade
Divulgação
Maracanã e Morumbi são os estádios dos clubes do Brasileirão Série A com maior capacidade

De acordo com um levantamento da consultoria CSM Golden Goal , o Brasileirão de 2018 tem registrado a maior média de público nos estádios desde a década de 80. Contabilizando as 26 primeira rodadas do campeonato, a cada jogo cerca de 18,3 mil pessoas saem de suas casas para assistir a uma partida de futebol.

Leia também:  Atlético-MG é punido em R$ 5 mil por cânticos homofóbicos de torcida

A década de 1980 foi considerada a ‘era de ouro das casas cheias’. No ano de 1983, a média nacional do Brasileirão era de 22,9 mil torcedores por jogo. Naquela época, os jogos disputados no Morumbi e Maracanã reuniam cerca de cem mil pessoas.

Segundo o diretor da consultoria CSM, Danyel Braga, existem diversas razões para que o público se sinta motivado à ir aos estádios. Uma delas é a concorrência pelo título nesta temporada.  A diferença entre o primeiro colocado – São Paulo e o quinto colocado – Flamengo é de apenas dois pontos.

O estudo de Braga também apontou que é importante clubes considerados ‘de peso’ estarem nas primeiras posições da tabela. "Quem briga pelo título são times de grande torcida, e isso contribui para os números melhorarem. Há também o peso do Flamengo. Como tem a maior torcida, isso causa um efeito positivo, mesmo quando joga fora de casa", explicou.

A infraestrutura moderna também sobe o público "As arenas construídas para a Copa de 2014 costumam ser ainda um fator positivo para os torcedores, por serem novas e confortáveis", diz Braga. O horário das 11h da manhã, no domingo, tem sido um bom atrativo de torcedores.

Leia também:  Léo Santos fala em 'resgate' de confiança do Corinthians e prevê melhora

O maior público desta edição do Campeonato Brasileiro, até agora, foi registrado entre Fluminense e Flamengo, em Brasília, no mês de junho. 59,9 mil pessoas estiveram presentes para prestigiar os clubes do Rio de Janeiro. O Flamengo inclusive, ao lado do São Paulo, polariza os recordes de presença de torcida, contando também que ambos os estádios dos clubes pode receber mais de 60 mil torcedores.

Líder, o São Paulo viu um significativo aumento de sua bilheteria nesta temporada. A média do time é de 38,1 mil por partida, apenas atrás do Flamengo (46,2 mil). O que mais auxilia neste aumento é a tática aplicada pelo clube de ‘precificação dinâmica’ dos ingressos.

"A metodologia estipula preços a partir de variáveis envolvidas nos eventos, com o objetivo de levar em conta as particularidades de cada jogo e garantir o equilíbrio entre preços justos para o torcedor e reforço em receita", explicou o São Paulo, por meio de nota.

Leia também:  Na estreia de Dorival Júnior, Flamengo fica no empate com o Bahia

Um exemplo desta metodologia é o clássico entre São Paulo e Palmeiras, do próximo sábado (6),  pelo Brasileirão , que será disputado no Morumbi. O ingresso mais barato para Arquibancada Amarela está R$ 20 a meia e R$ 40 a inteira. O mais caro, no setor Morumbi Premium, é R$ 240 inteira e R$ 120 meia.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.