Tamanho do texto

Com desfalques no setor defensivo, o treinador uruguaio do São Paulo precisou improvisar o zagueiro na partida contra o América-MG

Rodrigo Caio atuou como lateral-direito na partida entre São Paulo e América-MG
Reprodução / São Paulo FC
Rodrigo Caio atuou como lateral-direito na partida entre São Paulo e América-MG

Recuperado de uma cirurgia no pé esquerdo, Rodrigo Caio voltou a atuar pelo São Paulo após cinco meses. Apesar de estar visivelmente chateado com o empate em 1 a 1 com o América, no Morumbi, o zagueiro, que atuou como lateral-direito, foi elogiado pelo técnico Diego Aguirre e comemorou o retorno aos gramados.

Leia também: Palmeiras tem mais chances de título que São Paulo e Inter, diz matemático

Sem poder contar com Bruno Peres na lateral-direita, que está se recuperando de lesão, e Bruno Alves na zaga, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Diego Aguirre optou por usar Rodrigo Caio na direita, com Anderson Martins e Arboleda na zaga. O comandante aprovou o retorno do jogador ao time.

“A volta dele é importante para o São Paulo, é um jogador com nível de Seleção Brasileira. O Rodrigo Caio, mesmo depois de meses sem atuar, fez um bom jogo e eu achei que ele era a melhor opção”, afirmou o treinador.

Leia também: Corinthians e Inter empatam; Flamengo vence Atlético-MG e diminui vantagem do SP

O jogador lamentou o retorno com empate. “Infelizmente não foi o resultado que gostaríamos na minha volta. Tivemos o controle do jogo inteiro, mas vacilamos no final”, disse.

O São Paulo segue na liderança do Campeonato Brasileiro mas agora tem o Palmeiras, logo atrás, com um ponto a menos. Por isso o time de Diego Aguirre não pode mais tropeçar e encara o Botafogo, domingo, às 16 horas, no Engenhão.

Para a partida, novamente o treinador Uruguaio terá desfalque na zaga por cartão amarelo. Arboleda foi advertido diante do time mineiro e não poderá jogar. Zagueiro de origem, Rodrigo Caio diz que para conquistar uma vaga no time, atua em qualquer posição que o técnico precise.

Leia também: São Paulo sai na frente, mas América-MG luta e arranca empate no Morumbi

“Joguei com o Leão em 2012 como lateral, quero ajudar da melhor forma. Fiquei muito tempo parado, poder voltar, ajudar minha equipe, não tem preço. O que o meu time e o treinador precisar, vou fazer”, completou Rodrigo Caio .

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.