Tamanho do texto

Reserva lançou websérie com ex-jogadores que mudaram a história de uma partida depois de saírem do banco. Diego Ribas é único que ainda atua.

Reservas é campanha de marca de roupa com ex-jogadores que saíram do banco e mudaram a história do jogo
Divulgação
Reservas é campanha de marca de roupa com ex-jogadores que saíram do banco e mudaram a história do jogo

A marca de roupas Reserva montou uma campanha em forma de websérie inspirada em jogadores que saíram do banco de reservas e marcaram gols importantes na história do futebol brasileiro, a fim de promover uma linha de roupas para o verão de 2019.

Leia também: Pela bancada da bola, veja os esportistas que concorrem nas eleições em 2018

Chamados de ‘talismã, coelho na cartola, arma secreta, xodó ou plano B’, os ex-jogadores Branco, Zinho, Denílson, Sorato, Cláudio Adão, Amarildo, Roberto Dinamite e Ricardo Rocha foram convidados a contar suas histórias de um momento memorável de quando saíram do banco de reservas e mudaram o jogo.

Único jogador em atividade na campanha, Diego Ribas relembrou os tempos de Atlético de Madrid, em 2014, quando entrou no lugar de Diego Costa na Liga dos Campeões e marcou um gol contra o Barcelona. Atualmente defendendo o Flamengo, Diego termina seu depoimento dizendo "não subestime a reserva".

“’Reservas’ é muito mais do que uma campanha. É um projeto de conteúdo da marca que pretende divulgar histórias inspiradoras de superação”, declarou o CEO do Grupo Reserva, Rony Meisler. O empresário ainda destacou a importância de usar as mídias proprietárias de uma marca como plataforma de distribuição de conversas.

Todos os vídeos de um minuto com o depoimento de cada jogador já estão disponível no canal do Youtube ‘USE RESERVA’ . A iniciativa também aproveitou para reativar o patrocínio da marca ao banco de reservas no estádio do Maracanã . O trocadilho do projeto fez sucesso em 2015 e voltou para associar o nome da empresa à campanha.

Leia também: Douglas Costa leva quatro jogos de gancho no Italiano por cusparada 

No manifesto publicado pela empresa, um texto explica o sentimento de ‘ser reserva’. “Reserva é roer as unhas, nunca a corda. Ser reserva é um exercício constante de superação. De barreiras, desconfianças e do impossível. Temos a paciência de um pescador, pois estamos sempre prontos. A espera dos minutos e segundos necessários para provar o nosso valor”, diz a mensagem.

Mais para frente, um minidocumentário de cerca de 15 minutos será lançado com o depoimento de todos os personagens envolvidos para fechar o material audiovisual da campanha.

O primeiro vídeo publicado na página da marca de roupas foi o de Branco, ex-lateral do Fluminense que lembrou seu gol com a camisa da Seleção Brasileira em 1994 durante a Copa do Mundo, quando saiu do banco de reservas e classificou o time para a semifinal do Mundial.

Leia também: Pedro passa por cirurgia e volta ao Fluminense apenas em 2019

Assista abaixo o episódio de Reservas com Branco:


    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.