Tamanho do texto

Caso ocorreu no dia 31 de agosto no bairro de Ponta Verde, Alagoas, onde o jogador reside. Walter terá que responder ao 11º Juizado Criminal de Maceió

Atacante Walter foi preso por apresentar arma de brinquedo para funcionário da Eletrobrás
Reprodução
Atacante Walter foi preso por apresentar arma de brinquedo para funcionário da Eletrobrás

A ‘brincadeira’ de Walter em mostrar uma arma de brinquedo para um funcionário da Eletrobras, no fim de agosto, rendeu ao atleta do CSA de Alagoas enfrentar os tribunais. Nessa sexta-feira (14), o atacante foi indiciado pelo crime de ameaça.

O Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) assinado na delegacia no dia da ocorrência , em 31 de agosto, foi a base para que o 11º Juizado Criminal de Maceió indiciasse o atleta. Detido pela polícia, Walter alegou que foi um mal-entendido e que o funcionário da empresa estaria mentindo.

A confusão aconteceu quando um funcionário da empresa de energia Eletrobrás apareceu na casa de Walter para cortar a luz por falta de pagamento. Ao bater na porta do jogador, o funcionário foi surpreendido por uma arma de brinquedo. Imediatamente a polícia foi acionada e conduziu Walter para a Central de Flagrantes, no bairro do Farol, em Alagoas.

O atleta está afastado dos gramados desde o dia 20 de julho por conta de uma lesão no joelho esquerdo. Atualmente em tratamento, Walter se reapresentou ao CSA ontem para continuar sua recuperação. O clube, que não tinha se pronunciado sobre o caso, disse que o liberou para fazer tratamento em Goiânia nas duas semanas seguintes ao ocorrido.

Além de Walter, veja outros atletas que já tiveram problemas com a justiça

Messi já foi alvo do Fisco Espanhol
Reprodução/Twitter
Messi já foi alvo do Fisco Espanhol

As grandes estrelas do futebol mundial, Messi e Cristiano Ronaldo tiveram que comparecer perante a justiça por sonegar imposto ao Fisco Espanhol. O argentino foi condenado a 21 meses de prisão e pagou uma multa superior a 500 mil euros (R$ 2 milhões no câmbio atual).

Cristiano Ronaldo foi acusado de não pagar 14,7 milhões de euros e teve sua prisão pedida por uma das chefes da Receita espanhola. O caso ainda não foi julgado, mas na Espanha penas menores de dois anos podem ser revertidas em multas.

O atacante da seleção inglesa, Raheem Sterling, de 23 anos, foi acusado duas vezes de agressão a mulheres com quem estava se relacionando. Em ambos os casos o atleta foi absolvido. Ainda no país da Rainha, Fabian Delph, do Manchester City, e recentemente  Hugo Lloris, do Tottenham, foram detidos por dirigirem embriagados.

No Brasil, o ex-jogador pentacampeão mundial, Edílson ‘Capetinha’ foi preso por não pagar pensão em duas oportunidades em 2014. Ex-jogador do Santos e Corinthians, Piá foi preso em 2015 por assalto a um caixa eletrônico. Filho de Pelé, Edinho foi condenado a 33 anos de prisão por tráfico de drogas na baixada santista.

Leia também: Jornal chileno diz que Flamengo quer Sampaoli para o próximo ano

O caso de Walter é recente, mas os dois casos mais famosos envolvendo jogadores brasileiros foram o de Breno, ex-São Paulo, que colocou fogo na casa em que morava em Munique para receber o dinheiro do seguro. O jogador ficou preso três anos e nove meses. E do goleiro Bruno, que segue na cadeia por ter planejado o assassinato de sua ex-namorada Elisa Samudiu em 2010.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.