Tamanho do texto

Presidente José Carlos Peres sofreu terceira derrota na Justiça, houve acusações de tentativa de compra de apoio e até ataques virtuais

A partir das 19h30 desta segunda-feira (10) o futuro de José Carlos Peres , presidente santista, começa a ser traçado pelo Conselho Deliberativo em reunião que define o prosseguimento ou não dos dois processos de impedimento contra o mandatário. E as horas que antecedem a votação do impeachment no Santos vêm sendo muito agitadas nos bastidores.

Leia também: Ex-membro do Comitê de Gestão do Santos revela motivo de sua saída

O processo de impeachment no Santos pode tirar o presidente José Carlos Peres do cargo
Ivan Storti/Santos FC
O processo de impeachment no Santos pode tirar o presidente José Carlos Peres do cargo

No início da tarde o presidente alvinegro tentou, pela terceira vez, adiar a votação do impedimento na Justiça e, novamente, sem sucesso. Desta vez Peres ingressou com ação na 4ª Câmara de Direito Privado de São Paulo alegando não ter o direito de se defender nos dois pedidos de impeachment no Santos . O desembargador Mauricio Campos da Silva Velho afirmou “não perceber irregularidades no processo”.

Nas redes sociais, no site oficial do clube e em grupos formados por conselheiros de situação e oposição no aplicativo de conversas “WhatsApp” o mandatário  disparou um vídeo de 10 minutos e 10 segundos afirmando que “os pedidos de impedimento são políticos e que não teve acesso a ampla defesa”.

Peres ainda disse que “grupos políticos vencidos nas urnas em dezembro de 2017 não aceitaram ainda a derrota e que o procedimento atrasa a vida do clube na busca por patrocínios para 2019, por exemplo”. O presidente santista enalteceu suas contratações na temporada e o novo momento do futebol profissional.

Em outro trecho do vídeo o presidente acusa a gestão anterior de “deixar 10 contas zeradas, salários atrasados e uma dívida de R$ 19,5 milhões com a Receita Federal por retenção indevida de dinheiro e negócios obscuros como negociação com a Doyen Sports (caso Leandro Damião) e pagamento de intermediação para um segurança do Vasco da Gama que se denominou peça chave do acordo de 15 milhões de euros“.

Peres também atacou um empresário que denominou “homem forte da gestão Modesto Roma Junior”. E que recebeu mais de R$ 500 mil em viagens e R$ 7,5 milhões de comissões no período da diretoria anterior.

Luiz Taveira, empresário de futebol que participou diretamente dos últimos três anos de gestão do clube, disse a nossa reportagem que já pediu explicações ao presidente do Santos na Justiça. “Eu já o acionei juridicamente e quero que ele mostre documentos que comprovam tudo o que vem dizendo”, resumiu.

Taveira contra atacou a atual gestão divulgando um vídeo onde ele e o ex gerente jurídico e conselheiro do Santos, Daniel Bykoff, aparecem conversando em um estabelecimento comercial da cidade. “O Daniel propôs acordo para apoiar o Peres na votação contra o impeachment. Isto foi verdade. Eu recusei”, confirmou.

Odir Cunha, gerente de projetos especiais, cargo que foi questionado no parecer da Comissão de Inquérito e Sindicância por não existir e muito menos ter sido aprovado pelo Conselho Deliberativo, também divulgou vídeo em redes sociais e aplicativos de mensagens relatando que “tem muito medo que o Santos volte às mãos das diretorias anteriores”.

Leia também: Processo de impeachment de Peres adia escolha de executivo de futebol no Santos

Quem vota pelo impeachment no Santos

Faixas pedem a saída de Peres. Impeachment no Santos será votado nesta segunda-feira
Fabiano Farah
Faixas pedem a saída de Peres. Impeachment no Santos será votado nesta segunda-feira

Ao todo são 301 conselheiros com direito a voto esta noite e é preciso ter dois terços do resultado para que o processo siga para uma Assembléia Geral onde os sócios vão referendar ou não a decisão do legislativo alvinegro. Os pareceres da Comissão de Inquérito e Sindicância do Peixe apontam infrações no estatuto alvinegro e sugerem o  impeachment no Santos .

    Leia tudo sobre: impeachment futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.