Tamanho do texto

Reunião do conselho deliberativo decide na próxima segunda-feira o futuro do presidente do clube. Novo profissional será contratado após a decisão

Possibilidade de impeachment do presidente adia a escolha por novo executivo de futebol
Ivan Storti/Santos FC
Possibilidade de impeachment do presidente adia a escolha por novo executivo de futebol

O presidente José Carlos Peres garante que o novo executivo de futebol do Santos , cargo vago com o pedido de demissão de Ricardo Gomes que vai trabalhar na França, será escolhido durante a próxima semana onde a equipe terá  alguns dias de folga no Campeonato Brasileiro. "Estamos trabalhando, Vamos escolher sim.", resumiu o assunto após o empate sem gols com o Grêmio no Pacaembu.

Leia também: Conselheiros do Santos recebem relatório que sugere impeachment do presidente

O problema é que o mandatário alvinegro está focado na reunião do Conselho Deliberativo, na segunda-feira (10), às 20h, na Vila Belmiro, onde tentará evitar que seu mandato sofra impedimento. Pessoas próximas à direção santista revelam que José Carlos Peres sequer pensou em nomes para o cargo de executivo de futebol do Peixe e está concentrando forças para " evitar um desastre na administração dele". 

Leia também: Números apontam Santos "pouco criativo" sem o uruguaio Carlos Sanchez

Questionado sobre a relação da escolha do novo homem forte do futebol com o resultado da votação dos conselheiros ele mostra tranquilidade. "Não! Estou tranquilo, sossegado. Não cometi nenhum crime e vamos esclarecer tudo na segunda", ressaltou.

Leia também: Com fim de partida agitado, Santos e Grêmio ficam no 0 a 0 no Pacaembu

O técnico Cuca garante que não vai interferir ou indicar nomes para o cargo de executivo de futebol . "Temos ouvido algumas pessoas falando e vamos torcer para dar certo em busca de um profissional que nos ajude. Quem vier vamos receber bem. Essa é uma decisão da diretoria e é preciso ter calma na escolha.”, disse o treinador, em entrevista coletiva na última quarta, dia do anúncio da saída de Ricardo Gomes que se comprometeu a pagar R$ 1 milhão de multa rescisória ao clube.

    Leia tudo sobre: Futebol Impeachment
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.