Tamanho do texto

Meia-atacante cometeu o ato em partida contra a Chape pelo Campeonato Brasileiro; ele ficará fora dos duelos contra Atlético Mineiro e Ceará

O atleta Clayson, do Corinthians , foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com dois jogos de suspensão, em julgamento que aconteceu na tarde desta quinta-feira. Desta forma, ele não irá enfrentar o Atlético Mineiro e o Ceará, pelo Campeonato Brasileiro.

Leia também: O substituível Clayson precisa substituir algumas manias pouco inteligentes

Clayson jogou água em torcedores da Chapecoense em foi suspenso por dois jogos
Reprodução
Clayson jogou água em torcedores da Chapecoense em foi suspenso por dois jogos

Clayson foi denunciado por ter atirado água em torcedores da Chapecoense, na derrota do seu time por 2 a 1, em Chapecó. O meia-atacante foi enquadrado no artigo 258-A, que fala em provocar o público durante partida. A pena podia ser de até seis jogos e o clube paulista ainda pode recorrer.

Após o confronto, quando ainda estava na cidade catarinense, o j ogador se desculpou e tentou marcar um encontro com a torcedora que aparece no vídeo, mas ela recusou.

"Acabei errando. Ele estava ali com a família, quero mais pedir desculpas pelo ato, eu estava de cabeça quente. Mas uma coisa não justifica a outra", disse o camisa 25 no dia. Ao justificar a punição, no entanto, a procuradora Julia Galhego afirmou que o arrependimento não diminuia o ato praticado.

“Uma coisa não anula a outra. Nada do que foi apresentado pela defesa descaracteriza o que ele(atleta) fez. Ele teve uma conduta desagradável e que felizmente não desencadeou uma revolta ou confusão maior. O atleta deve ser punido pela situação grave", disse.

Presidente da Comissão queria punição mais severa para Clayson

Clayson, atacante do Corinthians, jogou água em grupo de torcedores da Chapecoense
Reproduçao TV Globo
Clayson, atacante do Corinthians, jogou água em grupo de torcedores da Chapecoense

Logo após os auditores proferirem seus votos, o Presidente da Comissão e também auditor, Rodrigo Raposo, afirmou que a suspensão de dois jogos era baixa e lembrou que o jogador corintiano sempre está envolvido em confusão.

Leia também: Corinthians contabiliza 180 cadeiras quebradas pela torcida do Colo-Colo

Clayson tem que tomar uma punição severa por ter conseguido atingir o que mais se respeita. Vergonha alheia do Clayson. Ótimo jogador, jovem e que está sempre envolvido em polêmica. Acho a pena de duas partidas muito branda. Ofendeu a integridade da torcida", ponderou.

    Leia tudo sobre: futebol