Tamanho do texto

Lateral do Santos ainda fez duras críticas à Conmebol e agradeceu o apoio dos mais de 36 mil santistas que foram ao estádio do Pacaembu

Lateral direito e capitão do Santos , Victor Ferraz deu um desabafo em seu Instagram nesta quarta-feira, um dia depois do time alvinegro ser  eliminado pelo Independiente da Argentina nas oitavas de final da Copa Libertadores , após empate sem gols no Pacaembu.

Victor Ferraz em ação pelo Santos contra o Independiente na segunda partida das oitavas de final da Copa Libertadores 2018
Ivan Storti/Santos FC
Victor Ferraz em ação pelo Santos contra o Independiente na segunda partida das oitavas de final da Copa Libertadores 2018

Victor Ferraz fez duras críticas à Conmebol, que alterou o placar do primeiro jogo, em Avellaneda, de 0 a 0 para 3 a 0 contra o Santos, no dia da segunda partida, por conta da escalação irregular de Carlos Sánchez , agradeceu aos milhares de torcedores santistas que foram ao estádio e revelou que pensou até em se aposentar.

"Ontem, saindo de campo e andando pelo túnel do Pacaembu rumo ao vestiário, pela primeira vez na minha vida eu pensei em parar de jogar, em me aposentar aos 30 anos de idade", revelou o lateral santista, que logo depois criticou a Confederação Sul-Americana.

"A atitude da Conmebol em 'praticamente' ceder a classificação ao Independiente foi algo inacreditável, inexplicável e, de verdade, minha ficha ainda não caiu, muitas vezes me pego pensando que ainda decidiremos essa vaga dentro de campo, como todos os outros times", pontuou e disse mais.

"No momento de maior caos dentro de campo, vendo brigas, bombas e invasões, eu só pensava que os causadores de tudo aquilo não estavam ali, pra sentir o medo, o nervosismo a 'guerra' que ELES tinham causado tomando atitudes irresponsáveis e de última hora. Estavam em suas casas, vendo pela TV, talvez tomando um bom vinho e com suas famílias seguras", acrescentou.

Após mais opiniões fortes contra a Conmebol e lamentações sobre a elminação na Libertadores e na Copa do Brasil, para o Cruzeiro, Ferraz assumiu que o momento do time não era bom, mas que as coisas estavam melhorando e agradeceu aos milhares de torcedores do Santos que incentivaram a equipe em busca de uma virada.

"Diante de tudo isso, fica o agradecimento ao torcedor por ter ido à Argentina (mesmo a Conmebol não valorizando o esforço de ninguém e anulando o resultado do jogo) e também pela festa no 'Paca', estava lindo demais...", concluiu o jogador.

Confira abaixo a postagem e a legenda completa

Ontem saindo de campo,andando pelo túnel do Pacaembu rumo ao vestiário pela primeira vez na minha vida eu pensei em parar de jogar,me aposentar aos 30 anos de idade. Naquele momento eu já sabia que seria eu o escolhido a dar a coletiva pós jogo,e seria o momento perfeito para dar a notícia. São 5 temporadas defendendo essa camisa,como todos sabem não nasci Santista(não preciso mentir),mas a algum tempo definitivamente me tornei um torcedor com o privilégio de entrar em campo. A atitude da CONMEBOL em “praticamente” ceder a classificação ao Independiente,foi algo inacreditável,inexplicável e de verdade minha ficha ainda não caiu,muitas vezes me pego pensando que ainda decidiremos essa vaga dentro de campo,como todos os outros times. No momento de maior caos dentro de campo,vendo brigas,bombas e invasões...eu só pensava que os causadores de tudo aquilo não estavam ali,pra sentir o medo,o nervosismo a “guerra” que ELES tinham causado tomando atitudes irresponsáveis e de última hora. Estavam em suas casas,vendo pela TV,talvez tomando um bom vinho,com suas famílias seguras(falo isso pq a minha e dos outros jogadores,e de torcedores estavam lá,pra apoiar e lutar com a gente),consigo visualizar “eles” desligando a TV e indo dormir uma noite tranquila. Enquanto nós jogadores,torcedores,funcionários do clube mais uma vez sairíamos de uma COPA,no mesmo ano de maneira duvidosa,ou vcs se esqueceram do jogo do Cruzeiro? INFELIZMENTE essa é a maior competição da América,e nós jogadores,funcionários e torcedores precisaremos unir forças pra ano que vem poder disputar novamente,na verdade torcer pra CONMEBOL deixar a gente disputar de forma digna. Lembrando que tenho a consciência de que não fazíamos um grande ano,(como time)mas claramente estávamos numa reação,com contratações se encaixando,4 jogos sem tomar gol,5 de invencibilidade e com a confiança de que Copa se vence dessa maneira,crescendo no momento certo. Diante de tudo isso,fica o agradecimento ao torcedor por ter ido a Argentina(mesmo a CONMEBOL,não valorizando o esforço de ninguém e anulando o resultado do jogo)e também pela festa no “Paca”,estava lindo demais... Que Jesus abençoe a todos e obrigado. 🙏🏻

Uma publicação compartilhada por Victor Ferraz (@victorferraz04) em

Victor Ferraz falou após o jogo

Victor Ferraz lamentou eliminação do Santos na Copa Libertadores de 2018
Ivan Storti/Santos FC
Victor Ferraz lamentou eliminação do Santos na Copa Libertadores de 2018

Logo depois do término antecipado da partida e da eliminação santista, Ferraz disse em coletiva ao lado do técnico Cuca como foram os momentos que antecederam o duelo de volta e desabafou: "Em relação ao árbitro, foi prudente ao terminar o jogo. A situação estava perigosa. Eu queria naquela hora acabar o jogo, tinha tempo para fazer um gol. Para que toda luta que a gente teve tivesse algum tipo de recompensa. Você sai daqui para a Argentina, os torcedores vão... Os caras pegaram dois dias de ônibus para ver um jogo que não valeu", disse.

Leia também: Jogadores do Santos atacam a Conmebol e Cuca critica o clube

"A gente recebe depoimentos incríveis. Venderam coisas para ir à Argentina. Eles sabem como é bom jogar com 3 a 0. Fomos na motivação, apoio da torcida. Fizemos o que dava. Foi uma das piores noites da vida, fui dormir às 3h da manhã. Era o jogo da minha vida. Acordava, olhava a internet e o resultado ainda não tinha saído. Tem acontecido algumas coisas muito estranhas no Santos. Contra o Cruzeiro, um jogo duvidoso também. São duas copas perdidas estranhamente", finalizou Victor Ferraz .

    Leia tudo sobre: futebol