Tamanho do texto

São Paulo tem Rodrigo Caio expulso ainda no primeiro tempo e segura pressão da equipe argentina; vaga na próxima fase será decidida no Morumbi

O São Paulo fez sua estreia na Copa Sul-Americana de 2018 na noite desta quinta-feira (12) com um empate por 0x0 diante do Rosario Central, na Argentina. O Tricolor , que teve Rodrigo Caio expulso ainda no primeiro tempo, segurou a pressão da equipe adversária durante a maior parte do jogo.

Diego Aguirre tentou escalar o time com três zagueiros, mas viu Rodrigo Caio expulso ainda na primeira etapa
Divulgação
Diego Aguirre tentou escalar o time com três zagueiros, mas viu Rodrigo Caio expulso ainda na primeira etapa

Com o resultado, o São Paulo  precisa de uma vitória simples no Morumbi para garantir uma vaga na próxima fase da competição. Um empate por 0x0 leva a decisão para os pênaltis, enqunato um empate com gols dá a vaga à equipe argentina. A partida de volta será realizada no dia 5 de maio.

O jogo

Escalado de uma forma diferente, com uma linha de três zagueiros e três volantes, o São Paulo entrou em campo com a proposta de defender de maneira organizada e sair rapidamente para os contra ataques. Reinaldo, pela ala esquerda, e Régis, pela direita, seriam as válvulas de escape do Tricolor na partida.

Leia também: Pênalti é destaque na imprensa europeia após eliminação polêmica da Juventus

Os planos de Diego Aguirre, no entanto, não pareciam dar certo e, em menos de dez minutos, o Rosario Central teve duas chances perigososas: primeiro, Marco Rúben ficou com a bola após erro de Rodrigo Caio e bateu da entrada da área, assustando o goleiro Sidão. Depois, o mesmo Rúben recebeu cruzamento na área, ganhou no alto de Militão e errou o gol por pouco.

Aos 17 minutos, as coisas ficaram mais difíceis para o São Paulo, que perde Reinaldo por uma lesão na coxa. Lucas Fernandes entrou na vaga do lateral e Liziero foi deslocado para o lado esquerdo. Cinco minutos depois, mais uma boa chance para os argentinos após recuo perigoso de Rodrigo Caio para Sidão. O Goleiro conseguiu afastar a bola na dividida com o atacante adversário.

Aos 28, foi a vez do São Paulo atacar com perigo: Nenê invadiu a área e bateu colocado, mas o goleiro Ledesma se esticou todo e conseguiu espalmar a bola. A pressão inicial do time da casa havia cessado e o time brasileiro conseguia ficar mais tempo com a bola. Até que, aos 35 minutos, Rodrigo Caio disputou a bola pelo alto com Marco Rúben , acertou o rosto do adversário e acabou expulso de campo. Com um jogador a menos, o São Paulo voltou a recuar e conseguiu segurar o ímpeto do Rosario nos minutos finais da primeira etapa.

Leia também: Subida da Bélgica e queda da Itália são destaques no ranking da Fifa de abril

No início do segundo tempo, o Rosário tinha o domínio da partida e trocava passes no campo de ataque, mas não conseguia penetrar na defesa da equipe brasileira. A primeira chance veio apenas aos 15, quando Sidão fez bela defesa após cabeçada de Marco Rubén. Três minutos depois, o São Paulo respondeu com um chute de Nenê de fora da área que carimbou a trave adversária.

Procurando reforçar a defesa, Aguirre promoveu a entrada do zagueiro Bruno Alves na vaga de Régis. Com isso, Militão, que estava atuando como zagueiro, foi atuar na ala direita.

O Rosario seguia com dificuldades para atacar e chegou a ter um gol anulado aos 27 minutos após falta sobre o goleiro Sidão. Depois do susto, Aguirre fez sua última mudança, ao colocar Valdívia no lugar de Tréllez.

Aos 36, Carrizo fez falta feia em Militão e tomou o segundo amarelo e acabou expulso, deixando os dois times com dez jogadores em campo. Mesmo assim, o controle da partida seguiu com o time argentino, que demonstrava cada vez menos força para vencer uma bem postada defesa são-paulina.

A partida terminou com o placar inalterado e, agora, o São Paulo recebe o Rosario no Morumbi para garantir sua classificação para a segunda fase da Copa Sul-Americana.

    Leia tudo sobre: Futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.