Tamanho do texto

Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) se reune por mais de duas horas para tomar decisão sobre a confusão no Ba-Vi. Mancini é punido

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva se reuniu por mais de duas horas para debater as confusões que maracaram o duelo entre Bahia e Vitória pelo Campeonato Baiano de 2018. Depois de debater o Ba-Vi , o STJD decidiu manter a maioria das punições impostas pelo TJD do estado.

Leia também: "Se eu fosse branco, teria passado por menos problemas", afirma Mario Balotelli

Briga entre jogadores do Bahia e do Vitória durante Ba-Vi no Campeonato Baiano
Reprodução
Briga entre jogadores do Bahia e do Vitória durante Ba-Vi no Campeonato Baiano

Assim, a exclusão do Vitória do Campeonato Baiano foi descartado, mas o time perdeu o Ba-Vi por W.O. e terá que pagar uma multa no valor de R$ 100 mil. Até a acusação já havia descartado o rebaixamento da equipe.

O zagueiro Kanu, um dos que iniciaram a confusão e que deferiu socos no atacante Vinícius se livrou da condenação por ameaça e não terá que pagar uma multa de R$ 75 mil e uma punição de 90 dias. Ramon, que não foi punido no primeiro julgamento, foi incluído no processo e recebeu um jogo de suspensão.

Em relação aos envolvidos na briga generalizada que culminou em sete expulsões, dentre atletas dos dois times, seus punições mantiveram o rigor que marcou a seção do TJD da Bahia.

Kanu, que anteriormente havia sido punido com 11 jogos de suspensão,Yago, Denilson, Rhayner, Edson e Rodrigo Becão receberam oito partidas, a maior punição. O técnico Vagner Mancini foi punido por cinco partidas por ter transmitido uma ordem para que seus atletas forçarem o cartão vermelho para que a partida fosse terminada antes dos 90 minutos por falta de jogadores.

Além dos jogadores que participaram ativamente da briga, Ramon, que transmitiu a mensagem de Vagner Mancini para que  os jogadores receberem cartões vermelhos de propósito, e Bruno Bispo, que levou o cartão que encerrou o confronto também foram sentenciados.

Leia também: Maradona declara apoio a Lula e critica presidente Michel Temer: "Traidor"

Tribunal Superior de Justiça Desportiva
Reprodução
Tribunal Superior de Justiça Desportiva

Os auditores entenderam que os jogadores apenas seguiram ordens do treinador, seu superior, e não tiveram penas grandes. Ramon ficará de fora de uma partida, justamente o Ba-Vi do próximo domingo. Já Bruno Bispo ja cumpriu uma partida pela suspensão automática pelo cartão vermelho recebido. 

Veja as punições do STJD:

Kanu - 8 jogos

Yago - 8 jogos

Denilson - 8 jogos

Rhayner - 8 jogos

Edson - 8 jogos

Rodrigo Becão - 8 jogos

Vagner Mancini - 5 jogos

Bruno Bispo - 1 jogo

Ramon - 1 jogo

Lucas Fonseca - 1 jogo

Vitória - W.O. e multa de R$ 100 mil

Leia também: Árbitros são ameaçados e recebem balas de pistola dentro de envelopes

Você acha que a punição para o Vitória e para os jogadores foi justa devido ao tamanho da confusão do Ba-Vi ? Deixe sua opinião nos comentários abaixo

    Leia tudo sobre: Futebol