Tamanho do texto

Ídolo do futebol argentino, Diego Maradona não esconde sua simpatia com o ex-presidente da República do Brasil, Luis Inácio Lula da Silva

Maradona declara seu apoio ao ex-presidente do Brasil, o petista Luis Inácio Lula da Silva
Reprodução
Maradona declara seu apoio ao ex-presidente do Brasil, o petista Luis Inácio Lula da Silva


Diego Maradona expressou novamente seu apoio ao ex-presidente do Brasil, Luis Inácio Lula da Silva. O petista teve mandato de prisão expedido pelo juiz Sérgio Moro por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex no Guarujá (SP). Em entrevista ao jornal Clarín , o ex-jogador argentino se mostrou contra a decisão e ainda chamou Michel Temer de traidor.

Leia também: Vovó Maradona? Ídolo argentino ganha estátua na Índia e vira piada na internet

"É uma loucura. O povo brasileiro não pode apoiar que uma pessoa honesta como Lula da Silva seja visto como corrupto número 1, quando acusaram o traidor Michel Temer e afrouxaram sua sentença. É o brinquedinho do Trump. Me parece que por aqui estamos vivendo momentos perigosos. Querem enganar Cuba, Venezuela, a Argentina já foi enganada. Faltava o Brasil", disse Maradona , que não nega ser simpatizante do ex-presidente.

Esta não é a primeira vez que o ídolo do futebol da Argentina deixa claro suas visões perante o cenário político brasileiro. Em janeiro de 2018, El Pibe chegou a publicar uma imagem na qual aparece segurando uma camisa da seleção brasileira, com o nome de Lula e o número 18, que faz referência à campanha do ex-presidente para disputar as eleições.

Leia também: "Maradona muda de lado por um cachorro-quente e uma Coca", diz ex-goleiro

Na Venezuela, campeão mundial de 1986 ainda declarou seu apoio a Nicolás Maduro, presidente da Venezuela. "Eu o vejo forte, falei com ele. Está bárbaro. Ele me disse para comemorar o título [Maradona é treinador do Al Fujairah, time dos Emirados Árabes] na Venezuela. Quero ir para a Venezuela, Brasil, Nicaragua... Viva a Argentina, viva a Venezuela, viva o Brasil !", afirmou.

Leia também: "Doeu na alma entregar o prêmio a Cristiano Ronaldo e não a Messi", revela Maradona

Política na Argentina

Diego Maradona é um crítico do atual governo da Argentina, seu país natal
Reprodução
Diego Maradona é um crítico do atual governo da Argentina, seu país natal

Sempre polêmico, Maradona não escondeu sua insatisfação com o atual presidente da Argentina, Mauricio Macri. "Me faz muito mal que o presidente, em vez de se colocar ao lado do povo, se põe ao lado de Trump. A qualquer hora, vão tirar nossa bandeira e colocar a dos Estados Unidos", completou o ex-jogador e atual treinador do Al-Fujairah.

    Leia tudo sobre: Lula

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.