Tamanho do texto

O suplente de sua chapa será o ex-jogador Somália, atacante que atuou em América-MG, Fluminense, Grêmio e Santos, entre outros clubes brasileiros

Ronaldinho Gaúcho tentará entrar para vida política a partir de 2018
David Collaço/Divulgação
Ronaldinho Gaúcho tentará entrar para vida política a partir de 2018

Afastado do futebol profissional há alguns anos, Ronaldinho Gaúcho dediciu que vai entrar para a vida política a partir do ano que vem. De acordo com o colunista Lauro Jardim, do "O Globo", o ex-jogador acertou com o PEN - que mudará para Patriota - sua candidatura para o Senado por Minas Gerais.

Leia também: Ronaldinho se veste de Jedi e revive momento mais dramático na Champions

De acordo com a publicação,  Ronaldinho Gaúcho está apenas esperando Jair Bolsonaro oficializar sua filiação, durante a janela partidária em março de 2018, para também oficializar a sua candidatura. Vale lembrar que Bolsonaro entra forte na disputa pela presidência do Brasil no pleito do fim de 2018.

Leia também: Coelhinha da Playboy janta com Ronaldinho e conta o que achou do craque

A definição foi tomada em reunião envolvendo o vice-presidente do partido, Gutemberg Fonseca, e outros dirigentes. O suplente de sua chapa será o ex-jogador Somália, atacante que já atuou no América-MG, Fluminense, Grêmio e Santos, entre outros clubes brasileiros.

Partiu Brasil 🤙🏽✈ 🇷🇺 🇧🇷

Uma publicação compartilhada por Ronaldo de Assis Moreira (@ronaldinho) em

Leia também: Ronaldinho revela porque saiu do Barcelona e elege seu melhor treinador

Longe dos gramados desde 2015

Sem atuar profissionalmente desde sua passagem pelo Fluminense em 2015, Ronaldinho afirmou recentemente que deve oficilizar sua aposentadoria dos gramados em 2018. Ele vem jogando partidas festivas e, no fim de semana passado, após jogo beneficente que organizou no Mineirão, pensou em anunciar sua candidatura ao Senado, mas preferiu adiar.

    Leia tudo sobre: Futebol