Tamanho do texto

Paraguai se une à vizinhos para fechar candidatura conjunta de sede do Mundial de 2030; anúncio foi feito por presidente do país e da Conmebol

Estádio General Pablo Rojas é o mais moderno do Paraguai e pode receber a Copa de 2030
Reprodução
Estádio General Pablo Rojas é o mais moderno do Paraguai e pode receber a Copa de 2030

A disputa para sediar a Copa do Mundo de 2030 ganhou mais um candidato. Nesta quinta-feira (31), o presidente do Paraguai Horacio Carter anunciou que vai concorrer ao lado dos vizinhos Argentina e Uruguai uma candidatura conjunta. A proposta deste modelo de sedes já aconteceu para o evento de 2026, feita por Canadá, Estados Unidos e México.

LEIA TAMBÉM: Marrocos desafia EUA, Canadá e México e se candidata para sediar Copa de 2026

"Confirmo que já estamos de acordo os presidentes do Paraguai, Argentina e Uruguai para disputar a candidatura do Mundial de Futebol de 2030", anunciou o presidente paraguaio, Horacio Cartes, no Twitter. Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol, confirmou a notícia da possível recepção da Copa do Mundo.

"Reunido com o presidente Horacio Cartes para planejar que o Paraguai seja sub-sede do Mundial de 2030 com Argentina e Uruguai", disse Domínguez. Estima-se que somente a capital Assunção seja utilizada.

LEIA TAMBÉM: Catar revela mais um estádio da Copa do Mundo de 2022; veja fotos

Vale lembrar que o estádio General Pablo Rojas, do Cerro Porteño, foi reaberto depois de mais de dois anos de obra. "Nueva Olla", novo pote em português, é atualmente o mais moderno do Paraguai. A expectativa é de que até o ano de 2030 , o estádio Defensores del Chaco, o mais importante do país, seja reformado.

LEIA TAMBÉM: Com cinco anos de antecedência, Catar conclui primeiro estádio para Copa de 2022

Concorrentes

Recentemente, a China passou a demonstrar seu interesse em sediar uma Copa do Mundo e pode ser uma brava concorrente para os países da América do Sul. Mas ainda em questões de candidaturas conjuntas, existem rumores de uma possível união de dez países asiáticos: Brunei, Camboja, Cingapura, Filipinas, Indonésia, Laos, Malásia, Mianmar, Tailândia e Vietnã.

No entanto, o presidente da Uefa Aleksander Ceferin, aposta na Inglaterra . O dirigente alega que, já que a Copa de 2022 acontecerá no Catar e a América do Norte como a provável de 2026, a de 2030 deveria ser sediada na Europa.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.