Tamanho do texto

#MeninasTambémJogam foi criada pela mãe de Maria Alice para que a garota de 10 anos pudesse participar de campeonato de futebol

A menina Maria Alice começou a jogar bola aos cinco anos de idade, um ano depois já treinava ao lado dos garotos
Arquivo pessoal
A menina Maria Alice começou a jogar bola aos cinco anos de idade, um ano depois já treinava ao lado dos garotos

Apaixonada por futebol, a menina Maria Alice joga bola desde os cinco anos de idade. Hoje aos 10, treina em um time formado apenas por garotos, já que em Vieiras, Zona da Mata de Minas Gerais, não existe nenhuma equipe mista ou feminina. Preparada para disputar um grande campeonato da região, recebeu a notícia de que foi barrada e não poderia jogar, afinal o regulamento não permitia equipes mistas.

LEIA TAMBÉM: "Girl power"! Time de futebol feminino é campeão de campeonato masculino

"Foi uma frustração enorme. A Maria Alice estava muito empolgada para esse campeonato. Ela foi dormir aos prantos no dia em que ficou sabendo que não poderia jogar. Isso partiu meu coração", disse a mãe da menina , Eliane Barbosa, ao "El País".

Maria Alice e seus companheiros de time
Arquivo pessoal
Maria Alice e seus companheiros de time

Inconformada com a decisão do campeonato, decidiu recorrer a um abaixo-assinado na internet. "Deixem a Maria Alice jogar futebol! #MeninasTambémJogam", afirmou a mãe. E uma semana depois, foram quase 20 mil apoiadores que fortaleceram a admissão da garota na Copa Sesc. Em nota, o Sesc Minas afirmou "compreender o esporte como um processo de construção de identidade, autonomia e autoconfiança".

LEIA TAMBÉM: Clube da Inglaterra vai pagar salário igual para time masculino e feminino

Leia na íntegra o comunicado da Copa Sesc:

A Copa Sesc é uma competição que há 30 anos proporciona a oportunidade de vivenciar momentos de cooperação e trabalho em equipe. Durante esse período, milhares de pessoas de todas as idades e gêneros já participaram de uma das atividades mais tradicionais do Sesc em Minas.
É em virtude desse compromisso e pela vontade de fazer um evento esportivo de grandes dimensões com seriedade, que a Copa Sesc segue os parâmetros das regras oficiais da Confederação Brasileira de cada modalidade. Dessa maneira, em seu regulamento, não prevê a modalidade de futsal sub-11 mista – com a participação de meninos e meninas na mesma equipe.
Porém, o Sesc também idealizou a Copa Sesc partindo da compreensão do esporte como um processo de construção de identidade, autonomia e autoconfiança, que abrace os talentos espalhados por todos os cantos de Minas, respeitando a diversidade.
Por esse motivo, informamos que a Maria Alice vai participar da Copa Sesc em Muriaé. Queremos que todos tenham oportunidade de se aperfeiçoar, crescer e competir. Desejamos a todos os participantes uma ótima competição!

LEIA TAMBÉM: Aos 7 anos, menina prodígio do basquete sonha em ser a primeira mulher na NBA

Torcedora do Flamengo , a menina joga com os meninos desde os seis anos e atualmente treina três dias por semana. "Ótima aluna" segundo a mãe, Maria Alice ainda pratica taekwondo. No início, os professores da escola ainda informaram os pais sobre o comportamento da garota, que preferia jogar bola do que pular corda com as amigas. Mas em nenhum momento o pai Geraldo e a mãe Eliane reprimiram as preferências e o sonho da filha.

    Leia tudo sobre: futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.