Tamanho do texto

Além do Bayern de Munique, Rummenigge também dirige a Associação de Clubes da Europa (ECA) e falou sobre "racionalidade" em contratações

Neymar é a transação mais cara da história do futebol mundial
Twitter / Reprodução / AS
Neymar é a transação mais cara da história do futebol mundial

O Paris Saint-Germain precisou desembolsar 222 milhões de euros para tirar Neymar do Barcelona e trazê-lo ao seu elenco. No entanto, nem todos os times gastariam essa fortuna por um jogador e prefeririam investir em um estádio. É o caso do Bayern de Munique , que apesar do poder aquisitivo, o dirigente Karl-Heinz Rummenigge afirmou que o time alemão nunca gastaria esta quantia paga pelo clube francês.

LEIA TAMBÉM: Neymar traiu o Barça, mentiu e "chorou copiosamente" durante reunião, diz jornal

"Durante a transferência de Neymar, me perguntei o que seria mais importante: Neymar ou a Allianz Arena", disse Rummenigge à revista alemã "Bild Sport". "Tenho que dizer claramente que prefiro ter uma Allianz Arena, é algo mais importante. Nós do Bayern de Munique devemos ter uma filosofia diferente", alegou o dirigente. "Toda a transferência de Neymar poderia custar até mais que o estádio".

Allianz Arena de Munique (Alemanha)
Divulgação
Allianz Arena de Munique (Alemanha)

No ano de 2005, o time de Munique precisou fazer um empréstimo de 346 milhões de euros para poder construir a nova arena na capital da Baviera. O pagamento foi feito somente em 2016, mas ainda assim, 16 anos antes do que estava previsto.

LEIA TAMBÉM: Neymar quer mais R$ 95 milhões e deve denunciar o Barcelona na Fifa

A única contratação mais relevante em questões financeiras feita pelo Bayern para a próxima temporada do futebol europeu, foi a de Corentin Tolisso. O francês de 24 anos de idade foi comprado por 41,5 milhões de euros. "Não queremos e nem podemos fazer isso (gastar como o PSG). E está tudo bem. Também é bem visto pela opinião pública e nossa torcida", disse Rummenigge.

LEIA TAMBÉM: Saída de Neymar do Barcelona leva internet à loucura; veja melhores memes

Discussão

O valor pago pelo jogador brasileiro é ainda duplamente maior que a até então maior transação de futebol, que pertencia a Paul Pogba. "A Fifa, a Uefa, a ECA, as ligas e o sindicato de jogadores FIFpro deveriam discuti-lo", afirmou o dirigente.

"Acho que deveríamos nos sentar todos em uma mesa, essa seria minha proposta. Podemos encontrar algumas regras mais racionais para o futebol em seu conjunto. De outro modo, a opinião pública não o entenderá, os torcedores perderão sua conexão", completou Rummenigge sobre a transação de Neymar Jr.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.