No último fim de semana, dois jogadores de futebol morreram por conta da violenta repressão do regime bolivariano de Nicolás Maduro na Venezuela para com pessoas que se manifestavam contra a Assembléia Nacional Constituinte  (ANC), que servirá para promover reformas políticas, sociais, jurídicas e econômicas no país.

Leia também: Saída de Neymar do Barcelona leva internet à loucura; veja os melhores memes

Os jogadores assassinados pelas forças armadas foram identificados como José Gustavo Leal Villasmil e Ender Peña Ricardo Sepúlveda, que atuam nas equipes juvenis do Fundacão Deportiva Puente Real e Lotería de Táchira, respectivamente. Eles estavam na Avenida Rotaria quando oficiais do Estado abriram fogo contra os manifestantes.

Ender Peña e José Gustavo: jogadores morreram durante protestos na Venezuela
Divulgação
Ender Peña e José Gustavo: jogadores morreram durante protestos na Venezuela

Após as identificações serem feitas, soube-se que Villasmil morreu após levar um tiro na cabeça, enquanto Sepulveda, de 19 anos, faleceu na segunda-feira depois de ser ferido na virilha.

"A junta diretiva da Lotería del Táchira lamenta o sensível falecimento do jovem Ender Peña Sepúlveda, que em vida foi jogador da categoria sub-18 de nossa equipe de futebol. Fazemos chegar a seus familiares nossa mais sentida palavra de condolência ao tempo que elevamos uma oração pelo eterno descanso de sua alma", escreveu a diretoria do clube.

Leia também: Mercado da bola: valores das transferências no Brasil subiram 67% em 2017

Também na segunda-feira, o Deportivo Táchira, importante equipe venezuelana, se pronunciou sobre o acontecimento. "O Deportivo Táchira se une em luto que atinge o futebol regional e nacional por conta dos falecimentos dos jovens José Gustavo Leal Villasmil e Ender Peña Ricardo Sepúlveda", escreveu.

Você viu?

"A instituição ratifica que o esporte contrui para resolver os problemas de uma sociedade dentro e fora do campo, formando jovens talentosos que vão ocupar um papel importante no desenvolvimento da nação", acrescentou.

Leia também: Roma envia camisa histórica de Totti para o espaço; confira no vídeo

Treino de seleções cancelados

A Federação Venezuelana de Futebol (FVF) suspendeu as atividades dos times masculinos sub-20 e principal do país por tempo indeterminado, nesta segunda-feira. A decisão foi tomada por conta da situação política no país, já que Maduro fechou vias e prejudicou a logística das seleções, que iniciariam seus treinamentos nesta segunda.

Leia a nota oficial da FVF

"O corpo técnico das seleções nacionais sub-20 e principal, encabeça pelo treinador Rafael Dudamel, informa a torcedores e representantes de meios que comunicação que, devido ao fechamento de vias e a atos de violência em várias regiões do país neste domingo, 30 de julho, foi impossível o translado de jogadores e membros da comissão técnica para a realização do módulo de trabalho de ambas as seleções, pautado para começar nesta segunda-feira, 31, no Centro Nacional de Alto Rendimento no estado de Nova Espanha.

O departamento de coordenação realizou todos os esforços necessário para o translado, mas, por razões de segurança, decidiu-se suspender o módulo de trabalho, o primeiro do novo ciclo da Vinotinto sub-20, que se prepara para sua participação nos Jogos Bolivarianos 2017 e no Sul-Americano da categoria em 2019 - além da preparação para a próxima data para as Eliminatória Sul-Americanas para a Copa do Mundo Fifa Rússia 2018 por parte da seleção principal.

Nos próximos dias, anunciar-se-á a data do próximo módulo de trabalho e a convocação dos jogadores para sua realização."

Além dos dois jogadores, outras 14 pessoas que protestavam contra a Constituinte também foram mortas no final de semana.

    Leia tudo sobre: futebol

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários