Tamanho do texto

São três títulos do Mundial de Clubes, quatro da Champions League, oito do campeonato espanhol mas nenhum deles é o mais importante para o craque

O argentino Lionel Messi ganha a Bola de Ouro pela quinta vez
Divulgação
O argentino Lionel Messi ganha a Bola de Ouro pela quinta vez

Nem o Mundial de Clubes, nem a Liga dos Campeões, nem o campeonato espanhol e nem os cinco prêmios de melhor jogador do mundo. O argentino Lionel Messi surpreendeu ao eleger o título mais importante de toda a sua carreira.

LEIA TAMBÉM: Messi vai renovar em maio e ficará no Barcelona até os 35 anos, diz rádio

"O título mais importante é o dos Jogos Olímpicos (conquistado em Pequim, em 2008), porque é um torneio que se joga uma vez na vida e no qual se convive com muitos atletas de diferentes esportes", revelou Messi em entrevista à revista "Esquire".

Aos 29 anos, o argentino é tricampeão do Mundial de Clubes, tetracampeão da Liga dos Campeões, oito vezes campeão do campeonato espanhol, todos vestindo a camisa do Barcelona, clube que defende desde 2000. Mas pelo o que parece, seu mais importante título foi usando a camisa da seleção nacional da Argentina.

LEIA TAMBÉM: "Ele é um ursinho de pelúcia", diz Maradona sobre Lionel Messi

E é na mesma seleção que o craque enfrenta uma fase conturbada. O jogador foi suspenso por quatro jogos por ter ofendido o auxiliar Emerson Carvalho, durante a partida contra o Chile, nas Eliminatórias Sul-Americanas para o Mundial de 2018. Além disso, a Argentina está em uma colocação delicada e corre o risco de não se classificar para a Copa do Mundo na Rússia.

"Me criticam sem pena. Sabemos a que estamos expostos hoje em dia. Entendo as pessoas que pedem e exigem que ganhemos algo, mas ninguém mais do que quem faz parte de uma seleção nacional quer ganhar um título", disse o jogador, questionado sobre as frequentes críticas que recebe dos argentinos, que cobram o capitão por boas atuações assim como no clube espanhol.

LEIA TAMBÉM: Operação clandestina do governo argentino estaria espionando Messi, diz jornal

Sacrifícios

Na mesma entrevista, o argentino comentou que para lidar com o mundo competitivo, teve que passar por alguns sacrifícios. "Eu vou nomear o sacrifício que talvez nem todo mundo passe, mas que é o mais importante para mim, que é viver desde muito pequeno longe de casa, minha família e amigos. É difícil, mas eu que escolhi e hoje assumo como necessário para poder me dedicar ao futebol", concluiu Messi.

    Leia tudo sobre: Lionel Messi