Tamanho do texto

Brasileiro do Paris Saint-Germain foi atrapalhado por gramado em condição ruim na partida diante do Niort, pelas oitavas de final da Copa da França

Lucas Moura estava pronto para comemorar gol pelo PSG, mas foi traído pelo gramado
Divulgação
Lucas Moura estava pronto para comemorar gol pelo PSG, mas foi traído pelo gramado

O Paris Saint-Germain venceu o pequeno Niort, por 2 a 0, pelas oitavas de final da Copa da França e irá enfrentar o Avranches nas quartas da competição. O destaque, no entanto, foi para um lance já aos 47 minutos do segundo tempo que envolveu o brasileiro Lucas Moura, que entrou aos 36 da etapa complementar no lugar de Draxler.

Leia também: Podolski confirma ida ao Japão para jogar no time de Nelsinho Baptista

Após o goleiro Desmas, do Liord, ir até a área do Paris Saint-Germain para tentar o empate, já que a partida estava 1 a 0 para os visitantes, e não ter sucesso, o PSG puxou contra-ataque e a bola caiu no pé de Lucas Moura , que, sozinho, chutou para o gol vazio. Ele já estava pronto para comemorar, mas foi traído por um lamaçal dentro da pequena área que parou a bola e permitiu que o meio-campista Roye afastasse para longe.

Leia também: Gareth Bale abrirá bar temático de esportes no Reino Unido; veja mais

Assista abaixo

Na sequência, aos 49, Cavani marcou o gol que selou a vitória parisiense. Vale destacar que o clube é o atual bicampeão do torneio. Além de ser o atual tetracampeão francês e estar com a vaga para as quartas da Liga dos Campeões da Uefa encaminhada, após golear o Barcelona por 4 a 0, em casa - a partida de volta será no dia 8 de março, no Camp Nou e os franceses podem até perder por 3 gols de diferença para se classificar.

Leia também: Técnico Luis Enrique anuncia que não seguirá no Barcelona na próxima temporada

Momento de Lucas

No clube de Paris desde 2013, após se destacar pelo São Paulo, onde foi revelado e conquistou a Copa Sul-Americana do ano anterior, Lucas Moura luta para ter seu espaço no time titular e tem feito boas atuações para que isso aconteça. Ao todo já são mais de 200 jogos com a camisa vermelha e azul e mais de 40 gols. No momento, porém, tem sido opção no banco de reservas do técnico Unai Emery.

    Leia tudo sobre: Futebol