Tamanho do texto

Confira quais são os nomes dos três finalistas ao prêmio de melhor jogador

Cristiano Ronaldo, Antoine Griezmann e Lionel Messi são os finalistas ao prêmio de melhor do mundo da Fifa
REPRODUÇÃO/FIFA
Cristiano Ronaldo, Antoine Griezmann e Lionel Messi são os finalistas ao prêmio de melhor do mundo da Fifa

A Fifa anunciou nesta sexta-feira (2) os três nomeados para o prêmio de melhor jogador do ano: Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, Antoine Griezmann, do Atlético de Madri, e Lionel Messi, do Barcelona.

Leia mais: Golaço de Marlone está entre os três finalistas do Prêmio Puskas

Em busca do seu quarto troféu, o português é um dos favoritos do ano por vencer a Champions League com o Real Madrid e a Eurocopa com a seleção de Portugal. Cristiano ganhou o prêmio de melhor jogador em 2008, 2013, 2014.

O argentino Lionel Messi possui cinco troféus do prêmio (2009, 2010, 2011, 2012, 2015). Vencedor no ano passado, o camisa 10 voltou a conquistar o título após perder em 2013 e 2014 para o português.

Leia mais: Tite e presidente da Fifa irão ao velório coletivo em Chapecó

A rivalidade é grande, já que desde 2010 o português e o argentino disputam o primeiro lugar, sendo essa a última vez na qual ambos não ocuparam as duas primeiras colocações. Na ocasião, Messi levou o prêmio e atrás dele ficou o espanhol Iniesta.

O novo nome na lista é o do francês Antoine Griezmann, atacante que é vice-campeão da Champions pelo Atlético de Madri e vice-campeão da Euro pela seleção francesa. 

Premiação

Em 2010, a Fifa afirmou parceria com a revista francesa France Football par aa entrega do prêmio, que passou a se chamar Fifa Ballon d’Or. Este ano, as duas entidades voltarão a realizar as premiações desassociadas, a France Football volta com o Bola de Ouro e a Federação Internacional de Futebol criou o Prêmio dos Melhores da Fifa.

A votação foi baseada 50% nos votos dos capitães e técnicos de todas as seleções do mundo enquanto os outros 50%, na votação aberta ao público e na escolha de mais de 200 profissionais da imprensa selecionados. 

A premiação dos melhores da Fifa acontece no dia 9 de janeiro de 2017, em Zurique, na Suiça.

Leia mais: Cinco brasileiros são indicados ao time do ano pela Fifa; são 55 nomes no total

Melhor treinador

Claudio Ranieri, Fernando Santos e Zinédine Zidane são os finalistas ao prêmio de melhor treinador de 2016
Reprodução/Fifa.com
Claudio Ranieri, Fernando Santos e Zinédine Zidane são os finalistas ao prêmio de melhor treinador de 2016

Os três finalistas de melhor técnico do ano são Claudio Ranieri, do Leicester City, Fernando Santos, técnico da seleção portuguesa e Zinédine Zidane, do Real Madrid.

Zidane, que já venceu três vezes o prêmio de melhor jogador, concorre pela primeira vez o de melhor treinador, no comando do Real Madrid. Este ano, a equipe espanhola foi campeã da Champions League e o francês se tornou o único a vencer o campeonato como jogador (2002), auxiliar-técnico (2014) e treinador em 2016 pelo clube.

O português Fernando Santos conquistou o título europeu no comando da seleção nacional, sendo a primeira Eurocopa conquistada por Portugal. O italiano Ranieri entrou pra lista ao conquistar o título inglês pelo Leicester, pela primeira vez na história.

Melhor jogadora

Melanie Behringer, Carli Lloyd e Marta são as três mulheres finalistas
Reprodução/Fifa.com
Melanie Behringer, Carli Lloyd e Marta são as três mulheres finalistas

Melanie Behringer, do Bayern de Munique, Carli Lloyd, do Houston Dash e Marta, do Rosengard são as três finalistas ao prêmio de melhor jogadora.

A brasileira Marta é dona de cinco títulos (2006, 2007, 2008, 2009 e 2010). A atacante do FC Rosengård, da Suécia tem o recorde futebolístico entre homens e mulheres ao receber o prêmio cinco vezes consecutivas. Esta é sua 12ª indicação entre as finalistas em 13 anos.

A alemã Behringer ganhou a medalha de ouro pela seleção nacional nos Jogos Olímpicos do Rio 2016 e Carli Lloyd, atual detentora do prêmio, busca seu segundo título consecutivo e o quinto para os Estados Unidos.

O Brasil e a Alemanha estão empatados entre os dois países que mais levaram o prêmio. Enquanto a nação alemã é dividida entre Birgit Prinz (2003, 2004, 2005), Nadine Angerer (2013) e Nadine Kessler (2014), o Brasil conta com os cinco prêmios de Marta. A premiação de melhor jogadora de 2016 dá a chance de desempate caso a brasileira ou alemã vençam o prêmio.

    Leia tudo sobre: futebol