Tamanho do texto

Corintiano deixou para trás Messi e Neymar e estará na premiação da Fifa

Marlone faz golaço contra o Cobresal e pintura está entre as finalistas do Prêmio Puskas
Divulgação / Agência Corinthians
Marlone faz golaço contra o Cobresal e pintura está entre as finalistas do Prêmio Puskas

A Fifa divulgou nesta sexta-feira os três finalistas do gol mais bonito de 2016, o famoso prêmio Puskas, e o corintiano Marlone está entre eles. A pintura do meia-atacante aconteceu na Copa Libertadores deste ano, no duelo diante do Cobresal, na Arena Corinthians, vencido pelo time brasileiro por 6 a 0.

São 55 nomes no total:  Cinco brasileiros são indicados ao time ideal do ano pela Fifa

Além de Marlone ,  a venezuelana Daniuska Rodriguez e o malaio Mohd Faiz Subri também estão entre os finalistas. Vale lembrar que eles superaram gols de Lionel Messi e Neymar, que figuraram entre os dez melhores, mas que ficaram de fora da relação final. 

E mais:  Brasil e França são os países que mais exportam jogadores, segundo estudo

No ano passado, o atacante brasileiro Wendell Lira foi o grande vencedor pelo gol anotado com a camisa do modesto Goianésia. Em 2011, Neymar foi o contemplado pela obra de arte contra o Flamengo, na Vila Belmiro, quando ainda atuava pelo Santos.

Veja o gol de Marlone

Veja o gol de Daniuska Rodriguez

Veja o gol de Mohd Faiz Subri

Outros brasileiros são destaque

A Fifa, em conjunto com a FIFPro (Associação mundial de jogadores), divulgou nesta quinta-feira a lista dos 55 jogadores indicados à equipe do ano. O futebol brasileiro tem cinco indicados, todos atuando na Europa: o atacante Neymar, os zagueiros Thiago Silva e David Luiz, o lateral esquerdo Marcelo e o lateral direito Daniel Alves.

E mais:  Sobrevivente da tragédia, zagueiro Neto voltará a jogar futebol, dizem os médicos

Marlone estará na festa da Fifa, na Suíça, que acontece no mês de janeiro de 2017. Todos os vencedores de todas as premiações serão conhecidos no evento da entidade quando também será entregue o prêmio de melhor jogador do mundo, melhor jogadora do mundo e melhor técnico de 2016. A partir deste ano, a revista France Football não faz mais parte da premiação.

    Leia tudo sobre: Futebol