Tamanho do texto

A equipe do Torino também foi vítima de acidente aéreo em 4 de maio de 1949

Na tragédia de Superga, morreram 18 jogadores e cinco membros da comissão técnica do Torino
Divulgação
Na tragédia de Superga, morreram 18 jogadores e cinco membros da comissão técnica do Torino

O presidente do Torino, Urbano Cairo, se disse pronto a organizar um amistoso beneficente com a Chapecoense, vítima de um desastre aéreo que matou 71 pessoas na Colômbia.

Leia mais: Cresce hipótese de falta de combustível em avião da Chapecoense

A ideia foi lançada pelo site brasileiro "Quattro Tratti", especializado em futebol italiano, e recebeu uma acolhida positiva do cartola. "É só falar onde", declarou Cairo ao jornal "Corriere dello Sport". Assim como a Chape, o Torino foi devastado por um acidente de avião, a tragédia de Superga.

Em 4 de maio de 1949, o avião que levava os jogadores do clube grená se chocou contra a Basílica de Superga, em Turim, matando todas as 31 pessoas a bordo. Apelidada de "Grande Torino", aquela equipe conquistou cinco títulos nacionais na década de 1940 (1943, 46, 47, 48 e 49) e era a base da seleção italiana.

Após o acidente com o avião da Chapecoense, o Torino divulgou uma mensagem dizendo que os dois clubes estão "indissoluvelmente ligados" pelo mesmo destino. Além disso, os atletas do time de Turim jogaram a partida contra o Pisa pela Copa da Itália, na última terça-feira (29), com uma faixa preta no braço em homenagem à equipe catarinense.

Leia mais: Noiva pediu para jogador da Chapecoense não viajar

Comparação

Nos jornais esportivos, a comparação com a tragédia do Torino também dominou a cobertura. "Cruel como Superga. Cai avião com clube brasileiro. A fábula da Chape não existe mais", diz a "Gazzetta dello Sport". O "Corriere dello Sport" citou o zagueiro Filipe Machado, que jogou na Salernitana, e afirmou que o "mundo chora" pela Chapecoense.

Para o "Tutto Sport", a queda do avião foi uma "Superga na Colômbia". O diário ainda estampou uma foto dos jogadores que ficaram em Chapecó no vestiário da Arena Condá.

Leia mais: veja outros acidentes envolvendo times de futebol

No jornal "La Repubblica", o acidente aparece com menos destaque, mas a publicação faz uma comparação com a tragédia de Superga, em 1949, quando o elenco do melhor Torino de todos os tempos morreu em um desastre aéreo. "A América do Sul chora a Superga brasileira", diz a manchete. *Com informações da ANSA.

    Leia tudo sobre: futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.