Tamanho do texto

Revelado pelo Metz, Pires foi um dos reservas da seleção francesa e estava no Goa FC, da Índia, comandado por Zico

A Copa do Mundo de 1998 marcou um dos grandes traumas da história da seleção brasileira, mas para os franceses representou o primeiro título da competição, em casa, e a consagração de uma equipe extremamente talentosa. Nesta quinta-feira, aquela geração chegou ao fim oficialmente. Último dos 22 atletas campeões mundiais há 18 anos que ainda estava em atividade, Robert Pires anunciou sua aposentadoria dos gramados.

Robert Pires anunciou aposentadoria aos 42 anos
Site oficial
Robert Pires anunciou aposentadoria aos 42 anos

Pires está com 42 anos e não atuava desde 2015, quando teve uma passagem pelo futebol indiano, no FC Goa, comandado por Zico. Apesar do tempo parado, somente nesta quinta o habilidoso meia confirmou a aposentadoria.

"Estou com 42 anos. Nós precisamos dar um basta e, sobretudo, abrir espaço para a juventude. Minha última experiência foi na Índia", disse em entrevista reproduzida pelo site da Fifa. Pires ainda informou que fixará residência em Londres, onde viveu sua fase mais brilhante com a camisa do Arsenal.

Revelado pelo Metz, Pires foi um dos reservas da França na conquista da Copa de 1998. Negociado com o Olympique de Marselha após a conquista, foi envolvido em nova transação após outro título da seleção, a Eurocopa de 2000. No Arsenal, viveu seus melhores dias e se firmou como um dos melhores meias do mundo. Já veterano, passou por Villarreal e Aston Villa. Depois de quase três anos parado, voltou a atuar na Índia, e agora decidiu abandonar o esporte definitivamente.

Pires não era o mais novo do elenco francês em 1998, mas acaba sendo o último a abandonar o futebol. Nomes como Laurent Blanc, Didier Deschamps e Zinedine Zidane já deixaram a carreira de jogar há um bom tempo e hoje são treinadores. Outros, como Thierry Henry e Trezeguet, caçulas daquela equipe, pararam nos últimos anos.