Tamanho do texto

Para Guilherme Pallesi, Corinthians precisa trocar o técnico para ter ano bom

"Tem que buscar outro técnico, Andrés". Colunista do iG, Guilherme Pallesi faz alerta para nação corintiana e avisa que o treinador Jair Ventura não tem perfil e nem bagagem para ser o comandante do time em 2019. Assista ao vídeo da coluna.

Leia também: VAR mal feito está estragando o futebol aqui no Brasil. Sou a favor do "desafio"

Saiba como foi o jogo entre Botafogo e Corinthians de Jair Ventura - O time carioca foi quem tentou pela primeira vez aos seis minutos, com o lateral esquerdo Gilson, que avançou e finalizou de fora da área, mas mandou para fora. Aos 11, Erik invadiu a área e finalizou para boa defesa de Cássio. Na volta, Lindoso chegou chutando, mas o goleiro corintiano defendeu outra vez.

O Corinthians  chegou bem pela primeira vez aos 24 minutos, quando Danilo recebeu pela direita, passou de calcanhar para Fagner, que foi até a linha de fundo e cruzou, mas antes de Romero finalizar Gatito interceptou. Aos 26, Erik fez boa jogada individual e bateu cruzado. No meio do caminho, Henrique desviou e mandou para escanteio.

Leia também: Técnico quando é bom não precisa de tempo para trabalhar

Na cobrança no primeiro pau, Rodrigo Lindoso desviou, Ralf tentou tirar, mas mandou contra o próprio gol. Cássio ainda tocou na bola, mas ela morreu nas redes. O Botafogo ainda chegou duas vezes, mas sem assustar a meta corintiana, que, por sua vez, não agrediu.

Na etapa final, a melhor chance aconteceu somente aos 27 minutos. O Botafogo puxou contra-ataque com Brenner, que teve uma avenida para percorrer para a esquerda e dois companheiros entrando na área, mas na hora de cruzar, o camisa 9 bateu muito forte e desperdiçou a oportunidade de fazer o segundo.

Aos 35, os cariocas chegaram em ótima cabeçada de Carli, mas Cássio fez boa defesa. Um minuto depois, pela direita, Pimpão cruzou e Rodrigo Lindoso desviou. A bola bateu na trave direita do arqueiro corintiano, que já estava batido, e saiu.

Leia também: Corinthians chegou longe demais e ainda levou 20 milhões na Copa do Brasil

Após perder várias chances, o Botafogo ainda quase fez o segundo aos 47, em cobrança de falta de Valencia que Cássio defendeu. Já aos 49, no entanto, uma defesa milagrosa de Gatito foi como o segundo gol. Clayson avançou pela esquerda, cruzou e Léo Santos desviou, mas o goleiro desviou com a perna e evitou o empate do time de Jair Ventura . No minuto seguinte o árbitro encerrou o confronto de alvinegros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.