Tamanho do texto

Para Guilherme Pallesi, a derrota do tricolor paulista acabou ficando barato; confira o vídeo com comentários sobre a rodada do Campeonato Brasileiro

Quebra de tabu no Morumbi, São Paulo atropelado e "maluco Deyverson" jogando bem mais uma vez. Foi com esses ingredientes que o Palmeiras conseguiu mais uma vitória no Campeonato Brasileiro.

Leia também: Palmeiras e Grêmio colocariam Real Madrid na "roda" em possível final do Mundial

Segundo o colunista Guilherme Pallesi, a vitória de 2 a 0 acabou sendo magra diante do que os dois times apresentaram, e agora o Palmeiras vai com tudo para vencer o campeonato. Sabe quem é o principal responsável pelas mudanças no clube? Se liga na coluna:


Palmeiras bate o São Paulo no Morumbi

O Palmeiras venceu o São Paulo por 2 a 0 na noite desse sábado, no estádio do Morumbi, e abriu vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro - time alviverde chegou aos 56 pontos, contra 53 do vice-líder Internacional. Já a equipe tricolor estacionou nos 52, caindo para quarta posição e podendo sair do G4 em caso de vitória do Grêmio sobre o Bahia.

E mais do que isso. O Palmeiras venceu  no campo do adversário pela primeira vez desde 2002, quebrando um tabu que já durava 16 anos. Foram quase 57 mil torcedores são-paulinos presentes.

Na próxima rodada, no final de semana que vem, as duas equipes terão rivais gaúchos pela frente: o São Paulo viaja até Porto Alegre para enfrentar o Internacional, enquanto o Palmeiras recebe o Grêmio no Allianz Parque. Ambos os jogos serão no domingo, às 16h (de Brasília).

Leia também: Erros de arbitragem atrapalham rodada do Brasileiro. O menos culpado é o árbitro

Mesmo recuperado de lesão, o meia-atacante Everton começou no banco de reservas pelo lado do time tricolor, que teve três zagueiros em campo: Rodrigo Caio, Bruno Alves e Anderson Martins. Já pelo lado alviverde, Willian, Borja e Bruno Henrique também iniciaram como suplentes.

O primeiro lance de perigo aconteceu aos nove minutos. Sidão saiu jogando errado e deixou a bola nos pés de Deyverson, que chutou para o gol e foi interceptado pelo próprio Sidão - o goleiro são-paulino, no entanto, defendeu com as mãos fora da área, mas a arbitragem não viu.

São Paulo e Palmeiras jogaram no Morumbi pelo Brasileirão
Twitter/Reprodução
São Paulo e Palmeiras jogaram no Morumbi pelo Brasileirão

Quando o duelo estava bem morno, sem grandes oportunidades, o Palmeiras abriu o marcador. Aos 34 minutos, Dudu bateu escanteio e o zagueiro Gustavo Gomez, livre de marcação, fez de cabeça.

Leia também: #RESPEITAASMINAS: Marta é eleita melhor do mundo pela Fifa pela sexta vez

O São Paulo partiu com tudo em busca do empate e levou o segundo gol num rápido contra-ataque, aos 37 minutos. Mayke deixou Dudu na cara de Sidão, mas o camisa 7 acertou a trave; na sobra, Mayke levantou na área e Deyverson, também sem marcação de qualquer adversário, estufou as redes de cabeça.

O técnico Diego Aguirre mexeu nos donos da casa para etapa final, colocando Everton e Carneiro nas vagas de Nenê e Rodrigo Caio. As alterações deixaram o São Paulo mais ofensivo, com mais volume de jogo no ataque, mas sem conseguir penetrar na defesa bem postada do rival.

O Palmeiras venceu o jogo conseguindo controlar os donos da casa durante todo segundo tempo. Foram poucas as jogadas ofensivas de ambos os lados, mas os visitantes ainda quase ampliaram aos 35 minutos, com Willian parando em defesa de Sidão, com os pés. Weverton também trabalhou no fim, pegando dois chutes de Rojas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.