Caboclo foi afastado da presidência da CBF
Divulgação
Caboclo foi afastado da presidência da CBF

Rogério Caboclo está afastado temporariamente da presidência da CBF.  Depois de um certo tempo, e muita pressão para ser tomada tal decisão, o cartola se despede de um lugar para qual esperamos que nunca mais volte.


Durante o decorrer da semana, uma série de episódios polêmicos acabaram jogando a entidade em uma crise complexa, com o dirigente aparecendo como figura central entre elas.

Um líder que, na verdade, nunca demonstrou ser e merecer tal posição. Influenciável, Caboclo viu o interesse do governo – e também o pessoal – em receber a Copa América no Brasil como algo fantástico, que seria mil maravilhas sediar um torneio em um país em que a pandemia do novo coronavírus ainda tira mais de duas mil vidas por dia.

A relação estreia com o presidente Bolsonaro dava sinais claros do que estava por vir. Os 'pitacos' de um governo negacionista nas decisões da entidade futebolística desgastaram a imagem de Caboclo, que já não era das melhores, tanto com a gerência, quanto com a comissão técnica e jogadores.

Vale lembrar que em suas últimas horas no comando  o cartola ouviu conselhos para colocar o técnico Renato Gaúcho no lugar de Tite, que chegou a receber críticas por conta de seu posicionamento. Mais uma das 'incríveis' ideias sugeridas.  

Rogério Caboclo se junta a seleta lista de ex-presidentes afastados do cargo na CBF -, três foram acusados de corrupção e outro é suspeito de assédio moral e sexual.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários