Corinthians
Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Corinthians


Não foi um espetáculo, mas o Corinthians venceu o América-MG, por 1 a 0, neste domingo, no Independência, e conquistou sua primeira vitória no Brasileirão-2021. Foi também o primeiro triunfo de Sylvinho pelo clube, graças a um gol de pênalti convertido por Fábio Santos, ainda no primeiro tempo. Já os mineiros seguem sem marcar gols nos últimos cinco jogos disputados.



Coelho começa melhor, mas quem sai na frente é o Timão

O primeiro tempo começou com os donos da casa pressionando os visitantes e conseguindo um certo êxito na estratégia, provocando até saídas erradas de um time que parece muito bagunçado em campo. No entanto, essa imposição não foi transformada em finalizações e o América-MG não chutou em gol.

Espaço então para o Timão se arrumar e passar a apostar em jogadas pelo lado direito do gramado. Aos sete minutos, Luan tirou da cartola um passe de calcanhar para Fagner, que avançou livre para a área e obrigou Cavichioli a fazer grande defesa. Dez minutos depois, no mesmo lado, foi a vez de Gustavo Mosquito receber passe de Roni e forçar o goleiro americano a trabalhar.

Com Cantillo de primeiro volante distribuindo o jogo do meio, e Gabriel e Roni fortalecendo a marcação, Fagner, Luan, Mosquito e Araos tiveram mais espaço para trabalhar. O esquema deu certo e Gustavo, em mais uma jogada individual, foi derrubado dentro da área e foi marcado pênalti. Fábio Santos, impecável nas cobranças, converteu e abriu o placar para o Alvinegro.

Dali em diante, o Coelho não conseguiu produzir jogadas de ataque, muito por conta da forte marcação corintiana e da lentidão na saída de bola. Ademir teve uma chance em cobrança de falta, mas a bola foi para fora, assim como Luan, em lance parecido. Assim, o jogo foi para o intervalo com 1 a 0 no placar.

Qualidade do jogo piora muito na segunda etapa e Corinthians confirma vitória

Na volta dos vestiários, as equipes não fizeram alterações, mas o América-MG retornou disposto a mudar sua postura. Para compensar a falta de finalizações no primeiro tempo, o time mineiro deu três chutes nos primeiros 15 minutos da etapa final, nenhum levou perigo, porém conseguiu ficar mais no campo de ataque e o Corinthians teve muita dificuldade para sair de sua defesa.

Sem conseguir criar muitas jogadas de ataque por conta de sua própria incapacidade, o América-MG pegou um Timão muito mais fechado na defesa, cedendo pouco espaço ao adversário. Lisca ainda lançou três substituições de uma vez, deixando a equipe um pouco mais ofensiva, e completou as mudanças com mais duas antes dos 30 minutos do segundo tempo.

No entanto, pouca coisa mudou. Os erros técnicos e os erros de fundamento impediram qualquer reação do Coelho, que ainda teve um gol impedido marcado por Ribamar. A arbitragem que já tinha apontado a irregularidade em campo, teve a confirmação do VAR. O mesmo Ribamar quase marcou de cabeça, e exigiu milagre de Cássio. No fim, Sylvinho colocou Camacho e Lucas Piton para ajudar a garantir sua primeira vitória no Brasileirão e com o técnico.

E agora?

Com o triunfo, o Corinthians soma seus primeiros três pontos no Campeonato Brasileiro e agora foca suas atenções na disputa da terceira fase da Copa do Brasil, contra o Atlético-GO, na próxima quarta-feira, em Goiânia. Já o América-MG segue sem vencer no Brasileirão e terá de buscar a classificação na Copa do Brasil, também nesta quarta-feira, contra o Criciúma, fora de casa.

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA-MG 0 X 1 CORINTHIANS
Local:
Independência, Belo Horizonte (MG)
Data-Hora: 6/6/2021 - 16h
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Público/renda: Portões Fechados
Cartões amarelos: Ribamar e Eduardo Bauermann (AME) Gabriel e Camacho (COR)
Cartões vermelhos: -
Gols: Fábio Santos (29'/1ºT) (0-1)

AMÉRICA-MG: Matheus Cavichioli; Diego Ferreira (Eduardo, aos 18'/2ºT), Anderson Jesus, Eduardo Bauermann e Marlon (Alan Ruschel, aos 18'/2ºT); Zé Ricardo (Gustavo, aos 29'/2ºT), Juninho, Alê e Ademir; Felipe Azevedo (Ribamar, aos 18'/2ºT) e Rodolfo (Bruno Nazário, aos 29'/2ºT). Técnico: Lisca.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Gabriel, Roni (Ramiro, aos 23'/2ºT), Cantillo (Camacho, aos 40'/2º) e Araos (Lucas Piton, aos 40'/2ºT); Luan (Léo Natel, aos 33'/2ºT) e Gustavo Mosquito. Técnico: Sylvinho.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários