Tamanho do texto

Escolhido inicialmente pelo Atlanta Hawks, Didi foi trocado com o New Orleans Pelicans e atuará ao lado de Zion Williamson

Didi foi o único brasileiro escolhido no Draft da NBA de 2019
NBAE / Getty Images
Didi foi o único brasileiro escolhido no Draft da NBA de 2019

O Brasil tem mais um representante na NBA. Marcos Louzada da Silva, o 'Didi', teve seu nome anunciado na noite da última quinta-feira, dia 20, como a 35ª escolha do NBA Draft 2019 (2º round) por Mark Tatum, vice-comissário da liga, na cerimônia que foi realizada no Barclays Center (Brooklyn/NY).

O sonho do menino de Cachoeiro de Itapemirim (Espírito Santo) de jogar na NBA virou realidade ao lado da mãe, Rosane, que viajou até os Estados Unidos para estar ao lado do filho, e na companhia dos agentes, Aylton Tesch e Arlem Lima. O boné era do Atlanta Hawks, mas o destino será o New Orleans Pelicans : envolvido em uma troca, o capixaba está na mesma franquia de Zion Williamson , 'sensação' do Draft (escolha número 1).

"Era um sonho que eu tinha. Estou muito feliz por estar vivendo esse momento. É único. Difícil falar o que estou sentindo, é algo diferente, que nunca senti antes... Minha família sempre foi muito presente e importante na minha vida. Quero dedicar esse momento em especial à minha mãe e à minha avó, Tereza, porque elas me deram todo o suporte, me apoiaram, batalharam para que eu tivesse condições de sonhar e lutar por isso", afirmou ele, que perdeu a avó há poucas semanas.

Leia também: Filme "Space Jam 2" terá LeBron James e outras estrelas da NBA

Destaque do SESI/Franca (SP) na temporada, e uma das promessas da Seleção Brasileira, Didi conversou com a imprensa após o Draft, inclusive com jornalistas brasileiros presentes ao evento, e lembrou de quando seu nome foi anunciado na arena do Brooklyn Nets.

"Ainda estou vivendo o Draft. Ouvir o meu nome ser chamado, saber que uma franquia da NBA confia no meu basquete... Isso é especial. Foi tudo muito rápido e queria que durasse mais tempo porque foi maravilhoso. Estou vivendo um dos dias mais felizes da minha vida. Lembro do caminho que percorri para chegar até aqui e sei que a responsabilidade, as cobranças e a pressão serão ainda maiores a partir de agora. Tenho os pés no chão, estou me preparando para isso, é uma conquista que me enche de orgulho e que tem um pouco de cada companheiro de equipe, de cada treinador, de cada amigo que me ajudou nessa caminhada. Sei que posso e tenho muito a crescer, a evoluir e vou trabalhar duro para isso".

Didi e sua mãe
Divulgação / MPC Rio Comunicação
Didi comemora escolha ao lado da mãe

Campeão do Campeonato Sul-Americano 2019, vice-campeão do NBB 11 (2019) e campeão do Campeonato Paulista 2018, Didi participou em abril do 22º Nike Hoop Summit, no Moda Center (Portland), evento que reuniu os jovens mais promissores da categoria sub-19 dos Estados Unidos e do mundo. Pela Seleção Brasileira, foi campeão do Campeonato Sul-Americano sub-21, no ano passado, e peça importante na equipe adulta na conquista de uma vaga para a Copa do Mundo da China.

Leia também: Tiroteio durante comemoração do Toronto Raptors deixa duas pessoas feridas

Cinco brasileiros disputaram a temporada 2018-2019 da NBA: Nenê Hilário (Houston Rockets), Raul Neto (Utah Jazz), Cristiano Felício (Chicago Bulls), Bruno Caboclo (Memphis Grizzlies) e Scott Machado (Los Angeles Lakers). Até hoje, além de Didi, 14 brasileiros foram draftados pela NBA, sendo que três deles não atuaram na liga (Paulão Prestes, Oscar Schmidt e Marquinhos Abdala).

RELEMBRE OS BRASILEIROS DRAFTADOS NA NBA

2019 - Didi Louzada (New Orleans Pelicans - 35ª posição)
2014 - Bruno Caboclo (Toronto Raptors - 20ª posição)
2013 - Raul Neto (Atlanta Hawks - 47ª posição)
2013 - Lucas Nogueira (Boston Celtics - 16ª posição)
2012 - Fab Melo (Boston Celtics - 22ª posição)
2010 - Paulão Prestes (Minnesota Timberwolves - 45ª posição)
2007 - Tiago Splitter (San Antonio Spurs - 28ª posição)
2006 - Marcus Vinícius (New Orleans/Oklahoma City Hornets - 43ª posição)
2004 - Anderson Varejão (Orlando Magic - 30ª posição)
2004 - Rafael Araújo (Toronto Raptors - 8ª posição)
2003 - Leandro Barbosa (San Antonio Spurs - 28ª posição)
2002 - Nenê Hilário (New York Knicks - 7ª posição)
1988 - Rolando Ferreira (Portland Trail Blazers - 26ª posição)
1984 - Oscar Schmidt (New Jersey Nets - 131ª posição)
1976 - Marcos Abdala Leite (Portland Trail Blazers - 162ª posição)

    Leia tudo sobre: NBA