Tamanho do texto

Kristaps Porzingis teria cometido o crime no dia em que sofreu uma grave lesão no joelho no início de 2018, quando defendia o New York Knicks

porzingis em quadra
Reprodução / NBA
O jogador da NBA é acusado de estupro e agressão por uma vizinha

O pivô do Dallas Mavericks, Kristaps Porzingis, foi acusado de estupro por uma vizinha, que também alega ter levado um soco na cara do jogador. O crime teria acontecido em 7 de fevereiro de 2018, data em que sofreu uma grave lesão no joelho quando defendia o New York Knicks na NBA.

De acordo com a acusação, Porzingis , que perderia o final da temporada 2017-2018 e toda a temporada 2018-2019 da NBA , chamou a vizinha para a sua cobertura e Manhattan e cometeu o estupro , conforme publicou o "The New York Post".

Leia também: Tim Hardaway diz que não está no Hall da Fama da NBA por comentários homofóbicos

Na última quinta-feira, 28 de março, as autoridades admitiram a acusão contra o jogador dos Mavericks, e o depimento da mulher é crível, de acordo com o que disse uma fonte de alta patente da polícia de Nova York ao jornal.

A vítima, que não teve sua identidade revelada, tem menos de 30 anos e também mora no edifício Sky, em Midtown West. Ela teria recebido US$ 68 mil (cerca de R$ 280 mil) pra ficar em silêncio.

Leia também: Mãe de CR7 o defende de estupro: "Quando ela foi lá, não era pra jogar cartas"

O advogado de Porzingis, Roland G. Riopelle, divulgou uma nota oficial confirmando o conhecimento das investigações e afirmando que já entrou em contato com as autoridades, alegando extorsão. Ainda segundo ele, a NBA já foi avisada do caso. 

    Leia tudo sobre: NBA