Tamanho do texto

Não é a primeira vez que DeMarcus Cousins se envolve neste tipo de polêmica na NBA

DeMarcus Cousins foi multado pela NBA por xingar torcedor durante partida
Reprodução/Twitter
DeMarcus Cousins foi multado pela NBA por xingar torcedor durante partida

O jogador DeMarcus Cousins , astro da NBA que defende o New Orleans Pelicans, foi multado em 25 mil dólares (cerca de R$ 80 mil) por xingar um torcedor durante a partida contra o Memphis Grizzlies, na última quarta-feira. A punição foi anunciada pelo vice-presidente da liga, Kiki van de Weghe.

Leia também: NBA começa com lesão assustadora, jogaço de 243 pontos e atual campeão perdendo

O incidente ocorreu no último minuto da estreia da equipe na temporada 2017/18 da NBA e a arbitragem puniu a atitude com falta técnica. Para piorar, o time de Cousins perdeu o duelo por 103 a 91.

Leia também: Pupilo do Lakers, Lonzo Ball decepciona em estreia no clássico de Los Angeles

"O árbitro sentou lá e ficou ouvido o torcedor falando comigo de uma maneira muito agressiva e desagradável. Eu não deveria ter respondido, mas sou humano e um homem já crescido. Não vou deixar que uma outra pessoa me desrespeite assim. Eu acho que o árbitro deveria ter visto isso e tomado uma atitude, mas ele não fez. Só me puniu", explicou o jogador ao fim do jogo.

Leia também: NBA terá 108 jogadores estrangeiros e recorde de 42 países representados

Cousins já é reincidente neste tipo de punição. Em março, ainda pela temporada passada, ele teve de pagar 50 mil dólares em multa (quase R$ 160 mil) por alguns incidentes com torcedores. Em dezembro do ano passado, quando atuava pelo Sacramento Kings, ele foi punido pelo próprio time por conta das frequentes explosões com jornalistas que criticavam suas atuações em quadra.

Recorde de países

A liga de basquete dos Estados Unidos anunciou recentemente que 108 jogadores estrangeiros e um recorde de 42 países e territórios estão inscritos para a temporada 2017/2018. Pelo quarto ano consecutivo, a liga apresenta mais de 100 atletas internacionais e todas as 30 franquias possuem em seus elencos pelo menos um jogador que veio de fora.

O recorde de número de atletas (113) e de nações representadas (41) até então havia sido estabelecido antes do início da última temporada (2016/2017). No começo desta nova temporada, as equipes da NBA poderão assinar com até dois jogadores considerados ‘two-way’, ou seja, atletas que atuarão também na G-League, aumentando para 17 o número de atletas por time (esse jogadores poderão competir pelas equipes afiliadas por até 45 dias).

    Leia tudo sobre: NBA