Tamanho do texto

As novas regras ainda serão autorizadas pelos jogadores e proprietários das 30 franquias da NBA

A NBA é a principal liga de basquete profissional do mundo
REPRODUÇÃO/NBA
A NBA é a principal liga de basquete profissional do mundo

A NBA e a associação nacional de jogadores da liga divulgaram nesta quarta-feira (14) o novo acordo coletivo de trabalho que será válido por sete anos, tendo duração até a temporada 2023/2024.

Confira quem são os nove jogadores brasileiros da NBA

Com o prazo final de negociação estendido até o dia 13 de janeiro do ano que vem, as novas regras ainda serão autorizadas pelos jogadores e proprietários dos times da NBA .

A liga de basquete e a associação tinham até esta quinta-feira (15) para iniciar um novo contrato, já que o atual aplicado é do ano de 2011. Além disso, essa pré-negociação evita possíveis problemas, como a greve de 2011/2012.

Dentre as novidades do novo acordo, ficam os números milionários. A média salarial dos elencos aumentou de 5 milhões para 9 milhões de dólares anuais, mais de 30 milhões de reais. O valor significa um crescimento de 45% nos pagamentos.

Leia mais: Leandrinho Barbosa lança aplicativo de relacionamento com fãs

Além disso, cada equipe poderá ter até 17 atletas. O acordo ainda mantém a porcentagem de 49 a 51% dos lucros da liga sendo destinada aos jogadores.

As competições também passarão por mudanças. Com novo calendário, a fase regular vai começar mais cedo, tendo uma semana de adiantamento para que as equipes possam ter mais folgas e a pré-temporada vai ser reduzida com um máximo de seis jogos de exibição.

Há ainda a possibilidade de extensões contratuais aos jogadores até um ano antes do fim do contrato, assim, diminuem as chances dos times perderem seus atletas por melhores salários.

Leia mais: "Michael Jordan é mais do que apenas um meme", brinca Obama

Confira a nota divulgada pela NBA:


"A NBA e a NBPA (Associação de Jogadores da NBA) chegaram a um acordo provisório sobre o novo Acordo de Negociação Coletiva, pendente de ratificação por jogadores e proprietários de equipes.
Com o intuito de dar à ambos tempo suficiente para revisão dos termos de acordo e votos para ratificação, as partes concordoram em estender o prazo mútuo do Acordo de Negociação Coletiva de 15 de dezembro de 2016 para 13 de janeiro de 2017.
Temos específicos serão disponíveis em outra data"

    Leia tudo sobre: NBA