Flávio Gomes criticou idolatria exagerada por Ayrton Senna
Reprodução
Flávio Gomes criticou idolatria exagerada por Ayrton Senna

O jornalista Flávio Gomes , ex-ESPN e Fox Sports, afirmou que os mais jovens que afirmam que Ayrton Senna foi o maior piloto de todos os tempos e que desmerecem Schumacher e Hamilton idolatram um homem que não foi 'herói de nada'. Na opinião dele, Senna também cometia erros.

- Você pega a molecada que vê hoje Fórmula 1 que quer discutir Ayton Senna, né? Criou-se uma imagem que veio dos pais e dos avós de um sujeito infalível, de um herói nacional. Primeiro, esses caras não viram ele correr. Segundo: Herói de nada. Herói é bombeiro, professor, gente que vive com um salário-mínimo. Senna cometia erros também, fazia suas cagadas - disse, em entrevista ao 'Uol'.

- Era um grande piloto, foi tricampeão do mundo. Ninguém é tricampeão sem ter sido um p* piloto. Mas essa discussão sem ter visto o cara correr e defender um argumento de que o Senna foi o maior piloto de todos os tempos de que o Schumacher e o Hamilton 'correm contra ninguém'... Nada me irrita mais que isso - completou.

Você viu?

Flávio entende que o mesmo raciocínio serve para Senna, que na opinião dele, também teria 'corrido contra ninguém'. Ele citou a particularidade dos pilotos que disputavam com o brasileiro que morreu no GP de Ímola, em 1994.

- As pessoas precisam estudar e saber que o Senna também 'correu contra ninguém': Piquet já estava em fim de carreira, Mansell foi um ano que estava nos cascos e ganhou o campeonato. O Prost ele ganha o campeonato em 1988, perde em 89 e ganha batendo o carro no Senna. Todos os campeões tiveram nas mãos os melhores carros. Então se o Schumacher e o Hamilton correm contra ninguém, o Senna também. Então essas discussões com os mais jovens sobre o Senna me irritam também pela falta de conhecimento - disparou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários