Michael Schumacher na Fórmula 1
Divulgação
Michael Schumacher na Fórmula 1

O ex-piloto Michael Schumacher , diversas vezes campeão na Formula 1 e considerado por muitos como o maior nome da modalidade, continua lutando pela vida, desde que sofreu um acidente de esqui.

Neste sábado, o jornal inglês Mirror deu novos detalhes sobre o atual estado de saúde do ex-piloto, isto depois de ser noticiado que a família do alemão estaria estudando um novo procedimento cirúrgico .

Essa cirurgia, aliás, teria sido adiada por conta da pandemia do novo coronavírus.

Incapacitado e "preso" a uma cama, Schumacher estaria perdendo rapidamente toda a massa muscular do corpo, sendo que, segundo explicado pela reportagem, também estaria sofrendo de uma grave  atrofia muscular . Esta condição estaria totalmente relacionada ao fato de o ex-piloto sofrer de  osteoporose .

A família do ex-heptacampeão estuda agora, segundo o jornal, a possibilidade de Schumacher ser novamente injetado com células estaminais , procedimento médico que já teve impacto positivo em diversos pacientes e também no piloto.

Após as infusões, essas células são distribuídas pelo organismo com o objetivo de originar uma reação anti-inflamatória sistêmica.

Michael Schumacher, o maior vencedor da história da Fórmula 1, sofreu uma grave lesão cerebral ao bater a cabeça contra uma pedra enquanto esquiava em Méribel, nos Alpes Franceses, em 2013.

Desde então, o estado de saúde do ex-piloto alemão de 50 anos é um segredo que os familiares se esforçam para manter, o que também abre margem para especulações.

    Veja Também

      Mostrar mais