Tamanho do texto

Pilotos foram colegas na Ferrari durante seis anos. Na visão do brasileiro, o heptacampeão mundial competia por si mesmo

Lance

Rubens Barrichello e Michael Schumacher arrow-options
Reprodução
Rubens Barrichello e Michael Schumacher

Rubens Barrichello considera que seu relacionamento com seu ex-companheiro de equipe Michael Schumacher, era bom, enquanto mantinham contato antes do acidente do alemão, mas acrescentou que o piloto de maior sucesso de todos os tempos sempre competiu por si mesmo e não era um bom jogador de equipe.

Leia também: "Ela tem medo que eu conte a verdade", diz ex-agente sobre esposa de Schumacher

O brasileiro Barrichello foi companheiro de Schumacher por seis anos entre 2000 e 2005, conquistando nove vitórias naquele período.

“Sempre fiz amigos e sempre tive um bom relacionamento com todos os meus companheiros de equipe”, disse Barrichello no podcast Beyond the Grid.

“Ele nunca foi solidário. Ele nunca esteve lá para oferecer ajuda, então eu nunca pedi. Existem colegas de equipe que você pode pedir, mas você pode ver que ele era diferente, ele era um pouco ingênuo na maneira como trabalhava”.

Leia também: Esposa de Schumacher dá rara informação sobre o estado de saúde do ex-piloto

“Muitas vezes terminamos uma reunião e eles começaram outra com apenas Michael lá, então eu tomei minha cadeira e me sentei lá. Eventualmente, senti que o time era dele.”

O piloto de 47 anos registrou 11 vitórias em sua carreira na Fórmula 1 , mas nunca conseguiu um campeonato mundial, principalmente porque Schumacher estava no auge.