Tamanho do texto

Mattia Binotto avaliou que 1º teste de Mick na equipe foi 'positivo'

Mick Schumacher usando as cores da Ferrari
Reprodução / Fórmula 1
Mick Schumacher usando as cores da Ferrari

O novo chefe da Ferrari, Mattia Binotto, afirmou nesta sexta-feira (27) que o filho do heptacampeão mundial de Fórmula 1 Michael Schumacher, Mick Schumacher , possui o mesmo estilo de trabalhar do pai.

Leia também: Michael Schumacher pode realizar sonho anos após grave acidente de esqui

Binotto está desde 1995 na escuderia italiana e trabalhou em diversas funções na Ferrari , como por exemplo engenheiro de motores da equipe de testes. O dirigente também conhece bem as características de Schumacher , que chegou na equipe em 1996 e conquistou cinco títulos mundiais.

"A primeira vez que eu o vi em Maranello depois de muitos anos, quando ele voltou, não achei que ele era parecido com Michael [em termos de aparência]. Mas a maneira como ele se comporta é muito parecida: como ele aborda o que faz e como ele se interessa pelo carro, pelas discussões com os engenheiros", disse Binotto.

"Mesmo quando ele está em Maranello, ele está sempre na oficina olhando o carro, falando com os mecânicos. E acho que nesse sentido ele é muito parecido com o pai", continuou o suíço naturalizado italiano.

Leia também: Fórmula 1 chega à marca de 1000 corridas , relembre curiosidades e números

O chefão da Ferrari preferiu não realizar comparações sobre o piloto, já que Mick foi recentemente promovido da Fórmula 3 europeia para a Fórmula 2. No entanto, Binotto avaliou que o primeiro teste na Ferrari do filho de Schumacher foi "positivo"