Tamanho do texto

Além de entrar para categoria do automobilismo, o piloto também correu duas etapas da Stock Car neste ano de 2018

Felipe Massa vai correr na Fórmula E
Williams/Divulgação
Felipe Massa vai correr na Fórmula E

Felipe Massa deixou a Fórmula 1 no final de 2017 e decidiu que 2018 seria um ano sabático na carreira. Mas ele não conseguiu. Aos 37 anos de idade, o piloto acertou sua entrada na Fórmula E , que começa no mês de dezembro.

Leia também: Massa se despede da F1 com ponto e homenagens em Abu Dhabi

"Achei que ia ser um ano tranquilo, que eu ia ficar bastante tempo dentro de casa. Curti bastante. Mas eu não parei", disse Felipe Massa em entrevista ao "Estado de S. Paulo". “Quando eu estava na F1, era difícil passar mais de uma semana em casa. E isso eu realmente consegui fazer agora, mas foi menos do que eu imaginava".

A Fórmula E vai para sua quinta temporada. A competição de carros elétricos é organizada pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e exige muito dos pilotos.

"Um carro da Fórmula E, fisicamente, é muito mais tranquilo de pilotar do que um F1. Só que você não tem noção de como é pesado o volante. direção é pesada, o volante é maior. Precisa fazer bastante exercício físico para o braço. São duas categorias bem diferentes", comentou.

Os carros dessa categoria são mais lentos e podem chegar, no máximo, a 280 km/h porque só correm em circuitos de rua, mais estreitos, e com maior risco de acidentes. Um carro de Fórmula 1 pode superar 350 km/h atualmente.

Leia também: Corrida de kart com Massa, Barrichello e famosos acaba em briga feia na pista

Massa também apontou uma limitação de motor elétrico. Na Fórmula 1 a preocupação é poupar a borracha dos pneus, enquanto na F-E o importante é economizar bateria. "A maior dificuldade é aprender a guiar o carro de um jeito que salve salvar o máximo possível de bateria durante a corrida. E não é pouca coisa que precisa salvar".

O piloto brasileiro falou também que aposta no futuro da categoria de carros elétricos no Brasil e também no mundo. "A Fórmula E é o futuro, não só como categoria mas também nas ruas. Logo a maioria dos carros nas ruas vão ser elétricos", disse Massa.

Leia também: Filho de Schumacher conquista primeiro título da carreira aos 19 anos

Além de entrar para nova categoria, Massa também disputou duas etapas da Stock Car neste ano de 2018 e assumiu o cargo de presidente da Comissão Internacional de Karting, da FIA, com a missão de desenvolver o kart pelo mundo. E ainda participou de diversos eventos de divulgação ligado à Fórmula 1.

Para ajudar na divulgação da prova disputada no Autódromo de Interlagos, em novembro, Felipe Massa voltará a guiar um carro da Williams no Rio de Janeiro, no dia 4 do mês que vem, no evento "F1 nas ruas".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.