Tamanho do texto

Carlos Sainz venceu o Rali Dakar, que em 2017 acontece no Paraguai, Argentina e Bolívia, em 2010 e foi duas vezes campeão mundial (1990/1992)

Carlos Sainz e seu co-piloto Lucas Cruz, sofreram um acidente na quarta etapa do Rali Dakar, que ligava San Salvador de Jujuy (Argentina) à Tupiza, na Bolívia. O carro caiu numa ribanceira de 15 metros de altura e ainda passou perto de dois espectadores. Apesar do ocorrido, ninguém ficou em estado grave.

Leia mais: Piloto eslovaco é atingido por raio durante o Rali Dakar na Argentina

O incidente aconteceu quando faltavam apenas cinco quilômetros para o fim da prova e Carlos estava pronto para assumir a liderança. Logo no início da etapa, a dupla já tinha perdido dez minutos por conta de problemas de navegação. Para o piloto, o acidente foi causado por conta da vontade de compensar o atraso inicial.

Confira o momento do acidente:


Vencedor da categoria carros do Dakar em 2010 e duas vezes campeão mundial de ralis em 1990 e 1992, o espanhol era um forte candidado ao título deste ano, com uma vitória em duas etapas. "Estou obviamente desiludido com este abandono. Nós estávamos com um ritmo muito bom depois do início do rali", lamentou Sainz.

"Nós empurramos o carro, voltamos à estrada e solicitamos ajuda", completou. Assim, depois de quase duas horas, a dupla voltou à corrida mas ainda não foi o suficiente para vencer a prova. Além disso, ainda perdeu algumas posições na classificação geral.

Leia mais: "Quero ser campeão mundial de Fórmula 1", diz filho de Schumacher

Mas o time concluiu que sabiam que não conseguiriam reparar o Peugeot 3008DKR dentro do tempo estipulado. "Não dava pra continuar de primeira porque nós quebramos o radiador e a marcha", disse ao site "Autosport.com".

O campeão da etapa foi a dupla francesa Cyril Despres e David Castera, seguidos do finlandês Mikko Hirvonen e do também francês Michel Perin. A vitória deu à equipe campeã da etapa a primeira colocação no ranking geral. O terceiro lugar ficou com os espanhóis Nani Roma e Alex Haro Bravo.

Os brasileiros Sylvio de Barros Netto e Rafael Capoani ficaram com a 15ª colocação e agora ocupam o 11º lugar do geral.

Categoria motos

O australiano Toby Prince foi outro atleta que se envolveu em acidente na quarta etapa do Dakar 2017
Twitter/Reprodução
O australiano Toby Prince foi outro atleta que se envolveu em acidente na quarta etapa do Dakar 2017

Na categoria de motocicletas, o atual campeão Toby Price também está fora do Rali Dakar 2017 depois de quebrar o fêmur. Faltando 150 km para a reta final, o atleta caiu da moto e foi diagnosticado com uma fratura óssea na coxa esquerda.

No ano passado, Toby foi campeão com 40 minutos de vantagem sobre o segundo colocado. Há quatro anos, o piloto ainda quebrou o pescoço e as costas durante uma corrida.

Leia mais: Com rifa de livro, Rosberg levará água potável para 4 mil pessoas na Etiópia

No Twitter , o australiano de 29 anos lamentou o ocorrido: "Como as coisas podem mudar tão rápido, estava indo tudo tão bem até uma pedra me tirar. Acho que nenhum Dakar pode ser perfeito".

O vencedor desta categoria foi o austríaco Matthias Walkner, da equipe KTM, que lídera o ranking das motos. Depois do acidente, Toby Price não participará das próximas etapas.